Discernir O Mal E Prevalecer Sobre Ele.

Anteriormente, estávamos conectados e nos dávamos muito bem um com o outro. Tudo era ótimo!

De repente, nos separamos e distanciamos um do outro. Atualmente, estamos nos esforçando para nos re-conectarmos. Um desejo adicional está sendo revelado a nós agora. Ele nos impede de voltarmos a conectarmos. Na verdade, este desejo é a “inclinação para o mal”. É uma conseqüência da Luz que entra no vaso.

Este desejo não foi criado como “algo do nada”, mas que é como resultado da quebra. Foi iniciado pelo contato da Luz Superior com o desejo de receber. Originalmente, era muito pequeno, limpo e menor. Foi a quarta fase, que pertencia ao mundo do Infinito. No entanto, quando a luz entrou no quarto estágio, criou um fragmento adicional que não estava coberto por uma tela (Masach). Havia muito mais prazer na Luz do que a quarta etapa já havia antecipado receber em prol da doação. Esta situação provocou a quebra e criou a “carga de trabalho”, com a qual agora lidamos.

Posteriormente, esse processo chegou ao nosso mundo e essa fração adicional do desejo estava escondida. Isso explica por que a espiritualidade está oculta de nós. Então, agora nós trabalhamos duro e nos esforçamos para alcançar as coisas que estão acima de nós; começamos a procurar o desejo adicional que foi criado anteriormente em nós.

Nós não precisamos trabalhar com um desejo autêntico, que é uma parte do Infinito, porque foi feito diretamente pelo Criador. Nós só temos que trabalhar sobre a parcela adicional do desejo. Para isso, temos que revelá-lo. O “desejo adicional” é de fato o “gosto”, a aspiração, a necessidade, a “fome”, o “apetite” que sentimos pela Luz.

Como podemos procurar por ele? Isto é possível apenas no grupo, somente se alguém “colar” de volta, juntas, todas as partículas quebradas e reconhecer a existência da inclinação para o mal, ou seja, o desejo adicional que foi criado como resultado da quebra dos vasos. A quebra ocorreu exatamente quando as delícias de que a Luz é composta entraram no desejo inicial, que era uma parte do Infinito, moldando, assim, um desejo que se manifesta como a “inclinação para o mal.”

Então, isso significa que a inclinação para o mal é de fato o vaso que temos. Todos os “gostos” saem dele. É por isso que se diz que “aquele que não conhece o gosto do pecado (violação) não aprenderá o gosto dos mandamentos.” Há um momento em que a pessoa tem que ter uma sensação do que é a “maldade” e “apreciá-la.

Isso vale para as nossas relações com as pessoas ao nosso redor, ao invés de para as nossas sensações internas. Se a pessoa se sente preguiçosa ou desanimada, se alguém fica no sofá o dia todo e não atende telefonemas, não tem nada a ver com a “inclinação para o mal”. Não existia anteriormente “inclinação para o mal”. Isto surgiu apenas agora por causa das relações negativas entre as partes do desejo de receber, que estão ansiosas para se re-conectar. Mesmo que a “infra-estrutura” da inclinação para o mal cubra os níveis inanimado, vegetativo, e o animado, nós ainda o revelamos ao nível falante, em forma de partes fragmentadas, destacadas da alma geral de Adam HaRishon.

Anteriormente, Adam era “um anjo “e ficou em Galgalta ve Eynaim. Agora, podemos detectá-lo, devido à inclinação para o mal. Isso significa que nós precisamos realmente da inclinação para o mal! Sem isso, não seremos capazes de seguir em frente!

É por isso que o Baal HaSulam escreveu que devemos ser felizes quando nossa negatividade mostra-se, já que é uma parte da nossa alma. Temos que trabalhar na inclinação para o mal e usá-la para nos conectar, nos unir e nos fundir com o outro, para que possamos revelar a qualidade de doação dentro dele. Tem que ser originada por cada um de nós e pelo Criador. A aspiração deve abordar o nosso conjunto, o amor mútuo, em vez de nossa doação pessoal para o Criador ou a Sua doação para nós.

[120401]

Da 1ª parte da Lição Diária de Cabala 13/11/13, Shamati # 3 “A Importância da Realização Espiritual”

Material Relacionado:
O Segredo Do Desejo
Qualquer Um É Capaz De Fazer Um Esforço Adicional
A Correção Do Mal: Ir Até o Fim

Comente