Da “Unificação Da Sociedade” À Revelação Do Criador

Dr. Michael LaitmanEu não espero quaisquer eventos dramáticos no mundo até o outono de 2014, embora, em geral, este ano anuncie a materialização do mal acumulado. Afinal, a humanidade tem acumulado uma grande quantidade de “bolhas”, de “veneno” que deve ser liberado .

Este processo terá início em 2014; no entanto, ainda temos tempo que devemos usar de forma eficiente, a fim de estarmos organizados e preparados o mais rápido possível.

Todos nós precisamos trabalhar no campo da educação integral. Não basta apenas para estudar a sabedoria da Cabalá. Nós a estudamos por 15 anos, até que o tempo chegou para esta metodologia que nos obriga a agir.

Até agora, nós ainda não implementamos a sabedoria da Cabalá na prática. Como toda a humanidade, todas as gerações passadas, nós acabamos de passar pelos estágios do período de preparação. Agora, a partir de 2014, estamos começando a perceber o programa da criação de forma prática em nós mesmos. Para isso, nós organizamos grupos de pessoas para implementar  o “ama ao próximo como a si mesmo”.

Nós chamamos isso de metodologia integral, embora para nós seja a mesmo Cabalá, as mesmas instruções do Baal HaSulam e do Rabash, só que aplicadas num pequeno grau entre as menos camadas mais altas, “grosseiras” do desejo de receber.

Esta abordagem nos permite chegar a um sentimento mais agradável num nível espiritual baixo, uma espécie de “unificação da sociedade”, um pouco de egoísmo e um pouco de bem. Este ainda não é Criador, no entanto, apenas uma transição do negativo (-) para o positivo (+), e nada mais.

A sabedoria da Cabalá abrange todas as outras camadas; primeiro você quer unidade e revela a sua inclinação ao mal contrária a ela. Depois, conforme os seus esforços, sua capacidade de unir, você sobe para a inclinação ao bem. Isso é chamado de “ciência da Cabalá”, a “revelação do Criador”.

From “The Unification Of Society” To The Revelation Of The Creator

Assim, o método integral e a sabedoria da Cabalá variam em escopo. O primeiro precede o segundo, como abrir uma porta às massas, e depois vamos ver como as pessoas vão entrar.

Isso também irá acontecer gradualmente à medida que estudarmos com elas a estrutura do sistema de direção e providência, o mundo espiritual, a natureza interior do ser humano, os nossos desejos e inclinações, bem como o método de lidar com eles, as restrições, a tela e a Luz Refletida.

Em geral, nós vamos avançar através da psicologia, gradualmente nos voltando para a linguagem da Cabalá, mas ainda no contexto dos nossos desejos, interações, etc. As pessoas vão aprender como formamos a conexão entre nós e como revelamos nela a força que une nós. Não importa se vamos chamá-la: “o Criador”, por exemplo, ou o “fator de integralidade”.

Eu não vejo nenhum problema nesta transição gradual para a Cabalá. Nós apenas precisamos começar a trabalhar.

Da 4ª parte da Lição Diária de Cabalá 23/12/13, Escritos do Baal HaSulam

Comente