Caia Mas Não Se Renda

Dr. Michael LaitmanA questão no seu global é como nos despertamos. O principal é a conexão em diferentes circunstâncias, as adições constantes de aproximação em diferentes estados e, especialmente, durante uma descida. Esses estados são um verdadeiro tesouro em potencial.

Durante uma subida, quando me sinto impressionado, eu opero com o combustível que me é dado. A Luz que vem de cima brilha em mim e eu salto sobre essa onda e vou em cima dela por um tempo. Mas, durante uma descida, até mesmo um pequeno esforço vale muito.

Em geral, você deve tentar ver que você se desenvolve e está continuamente avançando. É como as peças de ferro que seguram as rodas das antigas locomotivas que constantemente se movem para trás e para frente outra e outra vez mais. Este também é o trabalho espiritual de uma pessoa, mesmo quando ela cai para trás, ela ainda assim avança para a frente.

Então, se pudermos consolidar as nossas forças durante uma descida isso vai ajudar-nos a ver as coisas mais claramente do que durante uma subida. A razão é que no escuro eu ilumino a natureza corpórea na qual estou imerso no agora, e é a partir deste Aviut (espessura) que eu chego a uma revelação. É extremamente interessante. Mesmo que eu veja que dificilmente posso ser bem sucedido e até mesmo com uma queda um momento depois, eu ainda assim atinjo bastante.

[122075]

Da 4 ª parte da Lição Diária de Cabalá 12/03/13, Escritos do Rabash

Comente