A Ligação Entre As Ações E As Fontes

Dr. Michael LaitmanPergunta: Em toda ciência há uma série de tendências. Em nosso trabalho, há também este fenômeno. Há grupos que entendem o método integral e seu desenvolvimento em sua própria maneira. Como devemos nos relacionar com isso?

Resposta: Eu explico que as pessoas devem crescer de uma determinada forma e não apenas por meio de atividades. Elas necessitam uma teoria séria, devem vivê-la, receber de suas fontes, de suas raízes. Elas devem responder as perguntas a partir de seu conhecimento, da conexão com o grupo e com a gente.

Muitos estados confusos e perguntas são despertados que podem ser resolvidos no plano do nosso mundo em todos os tipos de formas, mas não integralmente. E elas devem resolvê-los especificamente através do método integral. E não apenas, “Venham, vamos dar as mãos e tudo será resolvido”, não.

Aqui ainda há uma enorme lacuna que eu devo identificar. Isso vai ser resolvido quando eu ligar minhas atividades especificamente com as fontes. Porém, talvez isso ainda não tenha sido expresso ativamente e, portanto, eu não o vejo nas fontes.

Em outras palavras, tudo isso já foi descrito em algum lugar, mas eu ainda não estou pronto para vê-lo, porque a necessidade de recebê-lo a partir das fontes não existe em mim. Só a conexão entre as práticas e as verdadeiras fontes (livros, artigos) finalmente dá a resposta.

Pergunta: Suponha que, em Moscou, nós tenhamos a necessidade de viajar a São Petersburgo, Kiev, Minsk, e assim por diante, para falar com os amigos, para gerenciar projetos integrais junto com eles, e eles não têm necessidade disso. É uma tendência unificar corretamente essas ações ou cada um deles deveria amadurecer em seu próprio fluxo?

Resposta: Não, aqui tudo deve ser unificado. Eu não posso imaginar que existam diferentes correntes ou abordagens aqui.

Para cada público, uma mentalidade diferente para todas as diferentes nações deve vir de uma fonte, apenas num estilo um pouco diferente, e nada mais.

Eu posso ver isso numa pessoa quando, durante uma conversa, de repente ela deixa a educação integral e começa a transmitir psicologia ou, digamos, ciências naturais. Nós sentimos que isso não vem de nossas fontes. Ela não sente isso, mas eu sinto que isso não está ligado à raiz e, no futuro, isso vai permanecer com o público como um conhecimento vazio, completamente não elaborado.

De KabTV “Através do Tempo” 18/09/13

Comente