A Força Da Inveja Não É Limitada Pelo Tempo E Espaço

Dr. Michael LaitmanBaal HaSulam “Introdução ao Livro, Panim Meirot uMasbirot

A inclinação para a inveja escolhe os sábios dentre eles, como nossos sábios disseram, “A inveja do autor aumenta a sabedoria”. A força de vontade, com a inclinação para a inveja, notabiliza-se em adquirir sabedoria e conhecimento. É como o grau falante em toda a realidade, onde a força operacional não é limitada pelo tempo e espaço, mas é coletiva e abrange todos os itens do mundo, em todos os tempos.

Além disso, é a natureza do fogo da inveja ser geral, abranger sempre toda a realidade. Isso é porque ele é a condução da inveja: se uma pessoa não tivesse visto o objeto na posse de seu amigo, o desejo por este objeto não teria despertado nela.

A força da inveja é a força mais poderosa, especialmente nos trabalhadores do Criador e um pouco menos nas pessoas comuns. Se é possível dizer que as pessoas comuns têm inveja da mesma forma que entendemos.

Diz-se que, “a inveja do autor aumenta a sabedoria”, ou seja, esta é a única força que age, empurra e puxa a pessoa para frente. É uma força muito útil. Por isso, nós precisamos mostrar uns aos outros o quanto investimos no grupo, tentamos amar os amigos, dar bons exemplos, e não ter medo de que possamos parecer presunçosos e não justos.

Você não deve se apresentar como um justo oculto. Pelo contrário, o seu exemplo expansivo de mostrar sua devoção, entusiasmo, beneficia muito os seus amigos. Compreendendo isso, o grupo já mostra o princípio de “Ama o próximo como a si mesmo”. Na verdade, eu estou interessado em ver que os outros são melhores do que eu!

Normalmente, nosso egoísmo quer menosprezar todos; mesmo que eu não seja ninguém, pelo menos os outros são ainda menos do que eu. Aqui, pelo contrário, eu quero ver os outros maiores do que eu. Embora isso seja contra o meu egoísmo e desagradável, eu começo a me criticar, mas é para o bem do meu avanço.

Assim, nós mostramos exemplos para as crianças: “Olhe para esse menino, o que ele pode fazer! Tente fazer o mesmo! ” É natural que uma criança aprenda com exemplos de outras. É o mesmo no desenvolvimento espiritual: nós precisamos mostrar uns aos outros um bom exemplo e deliberadamente provocar inveja.

No mundo exterior, as pessoas gostam que os outros as invejem e sofram, vendo-as tão bem sucedidas, ricas e poderosas. Mas aqui, é o oposto, permitindo que outros me vejam como forte e orientado à meta, eu os ajudo porque quero que eles sejam melhores do que eu. Assim, eu elevo o grupo de acordo com o princípio: “A pessoa que escolhe um ambiente melhor é recompensada com sucesso e progresso”.

Nós precisamos usar este meio, a alavanca, o fogo da inveja que nos queima, com a máxima astúcia, tentando despertar inveja boa nos amigos. Nós precisamos não só representar em relação uns com os outros, mas também falar sobre isso, saber a partir de todas as formas, que os outros mostram, e me tornar como eles e ainda melhor. Em seguida, o grupo vai se tornar mais forte, crescer e avançar.

Da Preparação para a Lição Diária de Cabalá 26/12/13

Comente