A Crise Mudou As Atitudes Da Juventude

Dr. Michael LaitmanNas Notícias (do Christian Science Monitor):“A grande recessão ajudou a reverter um aumento de décadas no materialismo entre muitos jovens. Apesar de um futuro financeiro difícil, eles também estão mais preocupados com os outros. Esta mudança é um presente para aqueles que procuram menos gastos no Natal.

As pesquisas mostram consistentemente que os americanos desejam poder gastar menos nos presentes de Natal. Bem, um novo estudo sugere que seu desejo poderia se tornar realidade, pelo menos entre os jovens.

“Pesquisadores que seguiram as atitudes de alunos veteranos do segundo grau durante décadas descobriram que a Grande Recessão de 2007/09 causou uma grande inversão: os jovens de hoje estão menos interessados em bens materiais.

“Não é apenas que eles não podem pagar todas as ostentações do consumismo americano. Muitos simplesmente não querem. Esta mudança de atitude termina num aumento constante desde 1980 nos desejos materialistas dos jovens, de acordo com pesquisadores Heejung Park, Jean M. Twpore e Patricia M. Greenfield da Universidade de Califórnia, em San Diego. …

“Mas os pesquisadores também descobriram que os atuais jovens da Geração Y (Millennials), nascidos no fim do milênio, têm mais espírito comunitário e mostram uma maior preocupação com os outros. Eles não são pessimistas sobre si mesmos. ‘A Grande Recessão foi única ao trazer mais, em vez de menos, pontos de vista positivos’, eles encontraram…

“Para ter certeza, os jovens são menos capazes de comprar muito, tendo sido forçados a moderar as suas expectativas. Durante a recessão, a taxa de desemprego juvenil era quase tão alta quanto a dos adultos durante a Grande Depressão da década de 1930. Mais de 13 por cento das pessoas entre 25 e 35 anos ainda mora com os pais. Ao adiar a transição para se estabelecer, eles estão adiando comprar coisas.

“Mas muitos não querem ter um carro, optando por usar o compartilhamento de carros, sistemas de compartilhamento de bicicletas e transporte em massa. As gerações interligadas se conectam com outros digitalmente. Estão mais inclinadas a alugar do que ter sua casa própria e viver em áreas urbanas do que a geração anterior.

“Um levantamento com pessoas entre 14 e 30 anos conduzido pelo Junior Achievement em novembro descobriu que 71 por cento prefeririam ter um trabalho que servisse aos outros do que ter um trabalho que promovesse a sua marca pessoal.

Meu Comentário: A crise vai levar esta geração a ser capaz de existir numa comunidade integral, na propriedade de doação e garantia mútua.

Comente