A Arte Sutil Do Trabalho Espiritual

A correção espiritual não pode acontecer em um campo limitado de vida, em um único átomo ou numa partícula. Pode acontecer somente entre todos eles.

É por isso que quando falamos sobre a unidade e a correção que acontece de acordo com os princípios, “não faça aos outros aquilo que não quer para si mesmo”, ou “Ama o teu próximo como a ti mesmo”, isso na verdade é o método de correção. Ele gradualmente se espalha, em conformidade com a maneira que nossos desejos se manifestam em nós, na medida em que eles possam ou não ser corrigidos.

Como é que cada desejo torna-se corrigido? Como um desejo se “parece” antes de ser “arrumado”? O que faz um desejo semelhante ao Criador quando ele se corrige e como Ele Se manifesta nesse desejo?

Desejos de roubar, matar, suprimir ou tirar proveito de alguém são palpáveis e emergem em contato com os outros. Onde nossos desejos são menos óbvios, como as nossas relações com a natureza inanimada, vegetativa e animada, é muito difícil encontrar a propriedade da misericórdia. E com os amigos é claramente sentida e vista.

Portanto, a Torá dá instruções muito rígidas na sequência do trabalho que temos que fazer: desejos concretos, a ordem deles e combinação, as formas que eles têm que ser corrigidos. É impossível se corrigir unicamente através de nossas relações com os outros. Devemos acrescentar as partes inanimada, vegetativa e animada da natureza, ou seja, desejos que são mais baixos e mais ásperos, desejos que estão focados apenas em pessoas, mas que também são orientados para o mundo.

Como resultado, nós vaimos alcançar uma adesão completa entre todos os nossos desejos em todas as direções e em todos os momentos. A pessoa tem que aprender a justificar o Criador e os outros em tudo o que lhe acontece. Imediatamente, a pessoa receberá várias e várias reminiscências. Toda a história, geografia, etc. revivem na memória da pessoa.

Quando entramos a espiritualidade, há imagens muito interessantes girando quando uma pessoa começa a consertar seu relacionamento com todas as pessoas, personagens e propriedades de todos os tempos. É como se a pessoa passasse por diversas reencarnações anteriores e histórias e mais uma vez lidasse com a sua atitude em relação a eles, e como se esfregasse dentro e transformasse essas histórias.

Afinal, a imagem desse mundo não existe realmente: ele é desenhado em nós. Tudo o que temos a fazer é corrigir tudo de seu substrato, como um pintor que primeiro aplica a primeira demão sobre a tela, dá polimento nela, em seguida, aplica mais algumas camadas demão e só então começa a desenhar o quadro e construir perspectivas. É um gradual, processo passo-a-passo e um monte de trabalho.

Isso significa que temos que passar por todas as fases prévias de desenvolvimento e elas alcançam o Criador. Na verdade, após a descida de uma alma de cima para baixo, e sua subsequente subida de baixo para cima, podemos compreender sua estrutura e a forma como ela emergiu; no entanto, isso acontece na ordem inversa.

Em seguida, a pessoa atinge o “progenitor”, o Criador. Alcança-o através da alma que ela corrige gradualmente, ficando assim mais perto Dele.

Este processo pode ser comparado com a arte da pintura. Afinal, quando temos que voltar a uma tela muitas vezes e a cada vez ir mais fundo nela, nós eventualmente começamos compreender o pensamento que inspirou o artista, até que reconhecemos o pensamento do Criador para agradar a criação. Em outras palavras, a pintura por si só é uma bênção, um prazer; é a ação que executa Seu pensamento na vida. Este é um exemplo da maneira como Seu pensamento na sua forma clara pode ser percebido através da matéria que foi moldada corretamente.

No final, a pessoa aprende todos os detalhes deste quadro, todos os Seus pensamentos, o pensamento da criação que paira através da tela. Assim é como todos os mundos se conectam juntos e fazem um mundo: o mundo do Infinito, o mundo da realização absoluta.

De “Os Segredos do Livro Eterno” da Kab TV de 12/08/13.

Material Relacionado:
Todas As Solicitações Vêm De Baixo, E Toda A Satisfação Vem Do Alto
Escavações Arqueológicas Em Vez Do Trabalho Do Criador
A Passagem No Muro

Comente