A Quem Estamos Dando Prazer?

Pergunta: Como uma pessoa pode dar prazer ao Criador em cada momento?

Resposta: Se ele pensa sobre isto o tempo todo.

Toda atividade que você realizar na vida: trabalhando, aprendendo, comendo, tomando banho, na cama, ainda que não estando sozinho, não faz diferença onde e como, todos os seus pensamentos devem ser dirigidos para o Criador. Para todo o plano da natureza, todas as suas forças são direcionadas para isso, a fim de trabalhar com a doação.

Se você agir dessa maneira, então um campo absolutamente novo de emoção começa a ser revelado na frente de você, um novo mundo. Você começa a ver o sistema de gestão que agora parece escondido, porque você não se comporta corretamente nele. Nós não vemos isso. Podemos vê-lo somente se nós ansiamos por ele por causa da doação, e, então, descobrimos como ele funciona.

Existe uma lei de equivalência de forma que atua em todos os mundos, incluindo o nosso mundo. Se eu quiser descobrir algo, eu construo um sensor que corresponde a esse fenômeno que eu quero descobrir. É a mesma coisa, mesmo aqui, se eu quiser descobrir o sistema de forças que controlam o mundo, deve ser encontrado com esta característica, e, então, é revelado a mim.

Conseqüentemente, eu devo estar fixo nisto o tempo todo, tudo o que eu faço agora, todos os meus pensamentos, desejos e ações são destinados apenas a dar prazer ao Criador, a dar-lhe satisfação.

Qual é a intenção de dar prazer ao Criador? Eu não quero confundir você, mas não há Criador, e não há ninguém para quem dar prazer. Através de dirigir meus pensamentos e desejos eu aparentemente me calibro, tendo em vista sentir a verdadeira criação. Mas o que é finalmente revelado em mim é a força que ativa e controla tudo, e isso é chamado de “Criador”. Essa força só pode ser descoberta dentro de mim, a intenção cabalística cria dentro de mim a possibilidade de sentir uma outra realidade que é paralela à nossa realidade.

Se a nossa realidade só existe dentro do poder egoísta de recepção, que é desenvolvido de acordo com um plano que não depende de nós, ao qual estamos absolutamente subservientes, então, quando eu entro em outra realidade, as possibilidades de absoluta liberdade aparecem para mim.

[119876]

Da Convenção na Bulgária “Nascimento de um novo dia” 11/1/13, Lição 2

Material Relacionado:
Como Podemos Agradar ao Criador?
Colocar O Criador A Serviço Da Meta

Comente