A Menorah É O Símbolo De Uma Grande Ideia

Dr. Michael LaitmanA Torá, “Êxodo”, “Terumah“, 25:31, 25:37: Farás também uma Menorah de ouro puro; de ouro batido se fará a Menorah, tanto o seu pedestal como a sua haste. Os seus copos, as suas maçãs e as suas açucenas formarão com ela uma só peça… Farás também as suas lâmpadas, em número de sete, as quais se acenderão para alumiar o espaço em frente da Menorah.

A Menorah (candelabro) é a personificação do bom ego corrigido (feita de ouro). É muito difícil projetar e consolidar a Menorah (corrigir o ego para que ele brilhe como a Luz), incluindo os copos e as flores que são feitas de um pedaço de metal.

Cada item, cada atributo humano egoísta deve ser de um determinado tamanho e forma para que todos os recursos da Menorah sejam semelhantes ao Criador em todas as suas sete partes: Hesed, Gevura, Tiferet, Netzah, Hod, Yesod, e Malchut. Quando Malchut torna-se como todos esses sete atributos, ela se torna totalmente como o Criador, como sua matéria egoísta, o ouro desprezado, torna-se o atributo de doação e, na verdade, torna-se o meio para a luz, o meios para queimar pelo Criador, pela Luz.

A Menorah simboliza o ego que se tornou semelhante ao Criador que irradia Luz por si só, embora ela não seja naturalmente uma fonte de luz. Além disso há também o óleo e os pavios, mas a semelhança é alcançada através do vaso pelo óleo e a luz que sai dele. Assim, o símbolo da Menorah ainda é uma ótima ideia em si, quando a menor forma de ego (o ouro) torna-se a forma mais sublime de doação.

As sete velas da Menorah formam o atributo de doação, Zeir Anpin, a imagem ideal do Criador. Isso é chamado de imagem inversa de Adão, ou seja, semelhante ao Criador. Ao corrigir o ego, Malchut, nas sete fases do atributo de doação, conecta-se totalmente ao Criador e por esta ação, Malchut alcança o final de sua correção.

No conjunto, a Torá fala somente disso. Diz apenas que desejos e de acordo com qual ordem nós temos que nos assemelhar ao Criador, este é todo o plano, o trabalho espiritual que é dado na Torá, que deriva da palavra hebraica “Ora’a”, que significa “instrução”.

De KabTV “Segredos do Livro Eterno” 28/08/13

Comente