Rabbi Shimon Ou O Homem Invisível

Dr. Michael LaitmanO Livro do Zohar foi escondido por gerações e era proibido até mesmo de olhar para ele. Os próprios Cabalistas promulgaram esta proibição. O segredo escondido dentro dele é a Luz que Corrige, mas chegar a esta Luz só é possível através da quebra do escudo protetor organizado pelo Rabbi Abba, que reescreveu este texto. Quando os Cabalistas escrevem livros, eles expressam o conteúdo de modo que esteja escondido num traje especial que devemos penetrar para alcançar o que está dentro. Sua escrita é uma revelação, mas ao revelar uma coisa, eles escondem duas coisas.

Eles nos ajudam com esta ocultação que nos aproxima, permitindo-nos, em certo grau, tocar esse segredo. Na verdade, se não houvesse a ocultação, não seríamos capazes de ver nada. É semelhante a um homem invisível que não pode ser visto até que se vista. Mas assim que ele coloca roupas, todos podem vê-lo.

Em outras palavras, a ocultação do Rabbi Shimon pelo Rabbi Abba nos ajuda a abordar este segredo! Mas, por outro lado, ela nos deixa espaço para o trabalho: se você quebrar essa proteção, você vai encontrar o Rabbi Shimon. O Rabbi Shimon nos traz uma revelação de cima para baixo, então ele deve se disfarçar. Ele deseja passá-la a todos, mas não pode, uma vez que não estamos prontos para recebê-la. Assim, ele chora (o choro simboliza o estado espiritual de pequenez, Katnut).

Todo esse enorme sistema considerado Rashbi (Rabbi Shimon ben Yochai) não é uma “pessoa”, mas um sistema superior que é forçado a se reduzir (o que é considerado como “chorar”), porque os inferiores são incapazes de receber qualquer coisa dele. E como ele deve se ajustar, fazer um “adaptador” entre ele e os inferiores, como se fosse entre um grande tubo e o buraco de uma agulha? Portanto, outro sistema está envolvido, que é chamado de Rabbi Abba, uma alma única que é capaz de servir como um adaptador que nos conecta ao Rabbi Shimon.

Finalmente, a Luz do Rashbi se revela através do sistema especial do Rabbi Abba, que desce até nós sob a forma do livro chamado Zohar. Ele é intitulado com o nome da fonte de onde sua Luz deriva (Zohar significa o brilho superior): a Luz do Infinito ou a Luz que emana da cabeça de Arich Anpin.

Da 4a parte da Lição Diária de Cabalá 14/12/10, Escritos do Baal HaSulam

Comente