Não Cruzes Os Braços

É claro que uma pessoa não pode fazer nada para o Criador .Ele opera por medo de punição ou esperança de uma recompensa, mas sempre para seu próprio benefício. No momento em que as coisas correm bem com ele, ele imediatamente se esquece do Criador. Vemos que uma pessoa normalmente se volta para o Criador quando se sente mal e quando não consegue lidar com algo. No momento que vê que ele pode desenvencilhar-se sem o Criador, ele imediatamente O abandona. Nós, no entanto, realizamos ações pelas quais queremos chegar mais perto do Criador e nós também queremos corrigir a nossa intenção, ou pelo menos fazer um esforço por fazê-lo.

Há pessoas que pensam que já têm a intenção com o fim de doar e que se conectam com o Criador através de meditação. Mas o ponto é que é impossível operar a intenção com o fim de doar ou mesmo querer atingir a intenção com o fim de doar se não executares uma ação. Uma intenção sem uma ação é chamada de “demónio”, um espírito que não é real.

No entanto, se operarmos com o desejo de mudar a nossa intenção e estabelecer a primeira parte corrigida da nossa alma, isso acontece. É por isso que estamos aqui agora no mundo das ações. Nós só temos que executar a ação correta, a correção é óbvio, e as intenções são corrigidas por si mesmas na medida em que todo mundo quer corrigi-las. A principal coisa é não se sentar de braços cruzados.

Da 1ª parte da Lição Diária de Cabalá 8/10/13 , Escritos do Rabash

Comente