É Fácil Corrigir Os Outros!

Dr. Michael LaitmanQuando nós disseminamos, nós nos corrigimos. Nós aproximamos de nós as partes de nossa alma e tentamos corrigi-las. Foi-nos dada a oportunidade de corrigi-las como se elas estivessem do lado de fora.

Imagine que você está dentro de um ponto negro chamado este mundo. Você começa a sentir o grande mundo externo que você vê a sua frente do lado de fora, em torno desse ponto. Você deve corrigir o mundo que é externo a você. Porém, por que ele foi feito dessa maneira? Por que todos esses desejos foram tirados de você e definidos diante de você?

Para que fosse mais fácil para você corrigi-los! Se esses desejos estivessem dentro de você, você não prestaria atenção ao fato de que eles estão corrompidos, como agora você não presta atenção às suas deficiências internas.

Imagine que todos os pensamentos não satisfeitos em todas as pessoas e todos os eventos que ocorrem no mundo estivessem dentro de você. Você nunca iria descobrir algo negativo dentro de você. Então, como você o corrigiria? Se esses atributos estivessem dentro de você, você apenas ficaria feliz com eles, mas você olha ao redor e o único desejo ardente em você é corrigi-los! Você vê atributos negativos do lado de fora que estão, na verdade, dentro de você, mas você só consegue identificá-los graças ao fato de que os percebe como externos.

Assim, quando nós disseminamos e queremos aproximar as pessoas de nós, não contamos com o fato de que, na verdade, estamos corrigindo a nós mesmos. Nossos maiores desejos estão realmente neles, no AHP, uma vez que não estão sob o domínio do nosso ponto no coração, mas externo a ele. Somente graças a isso nós temos a oportunidade de corrigi-los.

Portanto, não há nenhum outro trabalho exceto prover o nosso corpo material com o que ele precisa para a sua existência e ocupar-se com a correção do mundo, ou seja, aproximar as nove Sefirot para que elas se juntem ao meu ponto no coração. É uma bênção que nós vemos este mundo como amaldiçoado. Diz-se que a Divindade aproxima suas partes perdidas a ela, que é exatamente no que nos ocupamos. Nós não entendemos o quanto o nosso tempo é diferente, desde o ponto de vista da possibilidade de disseminação, em relação a qualquer coisa no passado.

Da 1ª parte da Lição Diária de Cabalá 04/08/13, Shamati # 121, “Ela É Como Navios-Mercantes”

Comente