Um Senso De Responsabilidade Para Tudo

Dr. Michael LaitmanO Criador pesa cada momento de nossas vidas. Agora, nós estamos dispostos a nos unir e a continuar falando sobre esse desejo como crianças, e num par de horas, tudo muda e este nosso desejo desaparece. Isso não é tão vital como parece, já que é um processo cumulativo que resume nossos bons estados e os leva a um estado chamado de “Seah” (medida). Seah significa a fase final dos nossos esforços, quando o mundo superior se revela a nós. Nós devemos ter muitos mais momentos como estes! Todos eles se reúnem em cima fazendo com que o caminho que nos leva à Luz Superior se revele a nós.

Nesta Convenção, nós fizemos um grande trabalho. Pela primeira vez na Europa, tornou-se claro por que precisamos da Cabalá e qual é nossa missão no mundo.

Chegou a hora de mudanças rígidas; isso exige a nossa interferência. Nós não podemos perder um minuto sequer. Quando nós sentimos apenas uma pitada de inspiração, nós devemos melhorá-la e transferi-la aos nossos amigos. Isto é o que Rabash escreve em seus artigos sobre o grupo.

Nós devemos sempre ter em mente que o Criador se revela entre nós: na família, entre maridos e esposas, num grupo (de pelo menos dois amigos). Quanto maior o número de pessoas, maior é a probabilidade de Sua revelação e mais rápido avança esse processo. “Mais pessoas” significa mais problemas. Portanto, o nosso avanço fica mais intenso.

Nós vemos que o mundo inteiro gradualmente se junta a este processo. Nossa obrigação direta é participar, uma vez que somos os únicos que possuem a metodologia de atrair a Luz que deve iluminar este mundo.

A frase “subir ao próximo nível” significa que é a Luz que desce até nós e nos ilumina. A Luz desce de Ein Sof (Mundo do Infinito), através de todos os mundos até atingir o nosso reino. Em seu caminho, ela ilumina todos os outros mundos. Depois de atingir a última etapa, todos eles se “enrolam” num único mundo: Ein Sof.

Toda a criação pode ser apresentada como um grande círculo com o nosso mundo colocado no centro de tudo. A Luz desce gradualmente até este mundo por uma linha fina (Kav) através dos cinco mundos de Adam Kadmon, Atzilut, Beria, Yetzirah, e Assia. Nós estamos bem no fundo deles, no ponto central. A Luz está bem na nossa frente. É nossa obrigação permitir que a Luz penetre neste mundo material depois que ela viaja através dos mundos superiores. Logo que a Luz desce ao longo da linha e entra no ponto central, a linha da sua descida imediatamente se transfere para um círculo que está  completamente cheio de Luz.

A Sense Of Responsibility For Everything

De um modo geral, a Luz está sempre presente nesta realidade, apesar de não a sentirmos. Este mundo está cheio da Luz do Infinito, o próprio Criador, Bore, a propriedade de doação e amor completo e absoluto; é por isso que este nível está escondido de nós. Quando nós preenchermos o nosso mundo com a Luz e toda a criação fizer a transição para a doação absoluta, então todo o mundo do infinito nos será revelado. É um processo cumulativo, constante. É por isso que a cada momento nós temos que aplicar o máximo de esforço possível, como é dito: “Muitas moedas se acumulam numa grande soma”.

Neste momento, nós estamos diante de outro problema: a Luz Circundante (Ohr Makif) começa a pressionar este mundo, causando uma sensação de crise em nós. A diferença entre o nosso mundo e o mundo espiritual (o Delta – Δ) instiga a crise que acontece por causa de uma incongruência das propriedades associadas a este mundo e as qualidades dos mundos superiores. Nós podemos sentir isso.

Quando o mundo inteiro se torna ao menos um pouco semelhante a nós, mesmo que eles não saibam ou entendam o que acontece com eles sob a influência da Luz Superior, eles ainda vão começar a se mover na direção da unidade. Então, uma equivalência aproximada entre esta realidade e os mundos superiores se manifestará; ela vai levar a humanidade a diminuir o estresse e obter harmonia. Problemas cotidianos, crises, falências, temores de turbulência ecológica, incertezas sobre o futuro, tudo vai se equilibrar. Portanto, tudo depende de nós. É nosso dever imediato trabalhar nisso.

É por isso que o nosso próximo passo é “nós”, ou seja, um grupo europeu que atue como uma equipe e dissemine a educação integral. Nós temos que estudar a Cabalá, a fim de atrair a Luz Superior. Nós temos que espalhar a educação integral a todo o mundo para que a humanidade receba a Luz.

O mundo não vai sequer entender que tipo de Luz eles recebem; as pessoas vão continuar a se unir, pois elas vão perceber que é muito melhor para elas ficar conectadas. No entanto, uma vez que o processo de sua conexão estará acontecendo sob nossa supervisão, a Luz Superior também descerá até elas e elas vão sentir que estão unidas. Este sentimento lhes permitirá ter sucesso e superar as consequências da crise.

O fato de que tudo isso se tornou possível devido à nossa metodologia sequer pode atravessar suas mentes. Aliás, é ainda melhor que eles não percebam esse fato. Será que realmente importa se a criança entende quem é responsável por sua educação? A principal coisa é que ela cresce. Trata-se da propriedade natural de doação. Nós temos que aprender com as relações com os nossos filhos. Se transferirmos o mesmo padrão ao resto do mundo, será maravilhoso! Então, o nosso primeiro dever é unir e ajudar uns aos outros a disseminar a educação e a formação integral nos países de nossa origem, em nossas línguas nativas, a vários tipos de mentalidades.

Eu entendo que você aspira a estudar a Cabalá e que você realmente queira saber o que as fontes originais dizem sobre suas experiências e sensações pessoais. No entanto, não haverá quaisquer experiências pessoais até começarmos a nos misturar com o mundo externo.

Eu não tenho dúvidas de que em algum ponto da minha vida que eu não estava muito preocupado com a exterioridade. Tudo que eu queria era me sentar sozinho e estudar os materiais. Eu tinha certeza que iria revelar o mundo superior para mim dessa maneira, desprendendo-me da realidade externa.

Não vai funcionar dessa maneira. Nós lidamos com uma condição que temos que observar, caso contrário nada vai funcionar. Em algum momento, bastava ter um grupo onde trabalhávamos e que nos permitia conectar com outras pessoas. Hoje, nós não seremos capazes de nos unir no grupo se não compartilharmos nosso conhecimento com o resto do mundo. É muito importante que vocês entendam.

Pessoalmente, eu não preciso de tudo isso. Minha tarefa é apresentar a metodologia de correção a vocês, ensinar-lhes os caminhos para ressuscitar a alma geral, que é chamada de Adão, e dar-lhes a técnica de preenchê-la com a Luz Superior, para que todos vocês (como é dito nas fontes Cabalísticas), durante esta vida, a partir deste reino, sintam os outros mundos e entrem no estado de Infinito e eternidade, ou seja, sintam o equilíbrio da natureza, elevem-se acima da morte, e se elevem além de todos os problemas possíveis.

Esta é a coisa mais importante que vocês devem entender e ter sempre em mente.

Portanto, se conseguirmos nos unir, vamos alcançar o sucesso no futuro próximo, já que a Europa é criada especialmente para servir a esse propósito. Se o nosso encontro acontecesse na América do Sul ou Ásia, ou na Rússia, eu não estaria dizendo isso. A Europa precisa muito deste processo! Parcialmente, ele se aplica à América do Norte, já que a crise vai atingir essas áreas antes de quaisquer outras e vai se espalhar mais.

Se disseminarmos esta metodologia na Europa e na América do Norte, a crise vai parar e toda a humanidade não vai experimentá-la por mais tempo. Caso contrário, as ondas da crise Europeia e Americana crise vão se espalhar por todo o mundo, destruindo tudo em seu caminho. Portanto, nós somos os únicos responsáveis ​​pelo que está acontecendo no mundo agora.

Da Convenção na Alemanha 24/03/13 , Lição 6

Comente