Quando O Mundo Se Reduz A Um Ponto

Dr. Michael LaitmanBaal HaSulam, “Introdução ao Livro do Zohar“, Artigo 47: “Sagrado vegetal” … A natureza de sua Luz é como o vegetal corpóreo: existem diferenças distintas em movimento e em cada um dos seus elementos…

A diferença essencial entre o nível vegetal e o nível animal depende do programa. Uma pessoa nasce espiritualmente no nível inanimado, e no nível vegetal ela absorve o programa de desenvolvimento e o realiza.

Esta é a adição qualitativa do nível vegetal, onde começamos a absorver o processo que ocorre na criação, as mudanças de estado para estado. Assim, nós estudamos o desenvolvimento de uma célula básica, a força de desenvolvimento, o desenvolvimento de sinais e estímulos, e a necessidade do desenvolvimento. Isto é, tudo o que é relevante para o desenvolvimento e para o seu entendimento, nós adquirimos no nível vegetal.

O nível inanimado me abastece apenas com uma fonte de anulação do eu. Depois disso, eu vou querer me anular num nível mais alto e agora estou pronto para aceitar todos os atos do Criador a este respeito. Assim, eu me desenvolvo, “ganho  peso”, baseado no  ponto de anulação do eu, no qual todo o nível inanimado se concentra para subir ao nível vegetal.

Primeiro, eu termino completamente a correção dos meus 613 desejos, pensamentos e intenções, no nível inanimado. Então, uma oportunidade que eu nunca poderia ter sonhado me é revelada. De repente, abre-se diante de mim um novo mundo e tudo o que o preenche. Agora eu posso me conectar com todos os meus níveis anteriores por causa desta oportunidade. Eu não tinha necessidade disso até agora. Agora, eu vejo algo superior que está conectado a um ponto, em contraste com tudo o que havia até o momento. Assim, eu incluo o resumo da conexão do nível inanimado dentro do nível vegetal.

Obviamente, tudo isso está ocorrendo com a ajuda da Luz que Reforma e com a ajuda da concentração, da conclusão do nível anterior e da ascensão ao próximo nível. Graças à Luz, eu já adquiri prontidão para me anular em cada movimento. Em outras palavras, cada vez que eu me anular, novas formas serão vestidas em mim, que são, em suma, um movimento. Eu não me anulo em relação ao estado atual, mas sim por estimando e especulando sobre o próximo estado. Eu já tenho alguma habilidade. Então, tudo o que o Criador vai fazer, será tudo para o bem, e Ele vai fazer exatamente o oposto do meu desejo.

Portanto, no nível vegetal, há um acréscimo de devoção ao programa de desenvolvimento e não ao estado em si.

Da 1ª parte da Lição Diária de Cabalá 22/4/13, Escritos do Rabash

Comente