De Acordo Com A Torá, Todo Mundo É Igual

Dr. Michael LaitmanTorá, “Êxodo”, “Mishpatim“, 21:23-25: Mas se houver danos graves, a pena será dar vida por vida, olho por olho, dente por dente, mão por mão, pé por pé, queimadura por queimadura, ferida por ferida, contusão por contuusão.

As pessoas percebem tudo o que a Torá escreve de forma linear e egoísta. A Torá fala exclusivamente da unidade entre as pessoas e sobre o estabelecimento de uma imagem geral integral chamada de Adão (similar ao Criador).

Cada pessoa, sem exceção, participa na criação desta imagem (Adão). Quer queiramos ou não, todos nós estamos envolvidos na elaboração deste gigante. Nosso envolvimento deve corresponder à instrução chamada Torá (derivado de Ora’ah, que se traduz como “a instrução”). Ela descreve as formas de autocorreção que acontecem quando nós cometemos erros. Como em qualquer instrução, há um capítulo sobre possíveis erros e as formas de corrigi-los.

Isso explica por que os infortúnios acima mencionados com os olhos, mãos, pés e outras lesões são todos sobre ligações entre pessoas que existem ao nível das dez Sefirot. Elas devem repor quaisquer defeitos que causaram, já que “desgraça” significa um dano intencional.

Quando numa queda, se a pessoa prejudica ou inibe de forma intencional, egoísta e malévola o sistema integral geral ou danifica o processo coletivo de correção, outras leis entram em vigor.

Pergunta: Qual o significado de “dar vida por vida, olho por olho”?

Resposta: É sobre os níveis de correção: Nefesh, Ruach, Neshamah, que somos obrigados a repor.

O mundo percebe toda a Torá num nível corporal. Várias crenças, ensinamentos e dogmas têm se originado da Torá. Isto continuou por milhares de anos.

Se nós estamos falando da implicação material da Torá, diz-se que “não há escravos, nem senhores”. Todos são totalmente iguais perante a lei. Ela descreve uma sociedade que ainda não existiu. A corrupção resolve todos os problemas deste mundo. Pague bastante dinheiro e faça o que quiser.

Se você ler “As Leis dos Reis”, do Rambam, você vai ver que havia muitas restrições que eram impostas aos reis, em comparação com algumas limitações para os plebeus. Em outras palavras, de acordo com a Torá, todo mundo é igual.

De KabTV “Mistérios do Livro Eterno” 20/05/13

Comente