Espírito Que Transcende O Corpo

Dr. Michael LaitmanPergunta: Na próxima etapa do desenvolvimento da humanidade, ela será mais sensível. Há uma série de tendências que confirmam isto. Primeiro, as crianças de hoje são muito mais sensíveis a receber informações. Em segundo lugar, nós vemos que hoje existem dezenas de programas de entretenimento na televisão em que médiuns e muitas outras pessoas com mais sensibilidade sutis aparecem com uma clareza que é desconhecida para nós.

Tem-se a impressão de que a humanidade está mudando internamente, senão externamente, seja ao nível da organização do corpo biológico ou do método de processamento da informação. Será que existe algum tipo de lei aqui?

Resposta: Todos esses problemas começaram mesmo a aparecer centenas de milhares de anos atrás, na época da transição do macaco para o ser humano. Nós descemos das árvores, parando gradualmente de caçar, começamos a nos envolver com a agricultura, passamos por um sistema de escravidão, começamos a estabelecer cidades e civilizações, imprimimos dinheiro, inventamos a escrita, e assim por diante. Tudo isso ajudou no desenvolvimento humano.

Assim, em nossos dias, está surgindo na humanidade a necessidade de sentir o poder orientador que nos dará a possibilidade de descobrir por que estamos vivendo, a capacidade de sentir o seu propósito e de alcançar isso enquanto ainda estamos vivos neste mundo e não só no outro mundo, como a religião nos dizia. Nós precisamos atingir o próximo estado mais elevado, independentemente do corpo estar vivo ou morto. Apesar de estar no corpo físico, é como se realmente nos encontrássemos fora dele, ao lado dele, apenas identificando-nos com o corpo.

Com a ajuda das lições especiais de educação integral, que ajudam a pessoa a  desenvolver conexões – como “sair de si mesmo” para sentir o outro, para viver dentro dele, para amá-lo, para ser integrado a ele -, a pessoa desenvolve a tecnologia para a saída psicológica de si mesma.

Além disso, quando ela começa a perceber isso, percebe que não é um corpo, mas sim um espírito, desejo e intelecto, que não existe dentro de um corpo. O corpo é apenas seu transportador temporário, mas o transportador pode transmitir todas as suas informações onde quer que deseje, de um portador para outro, de um computador para outro.

Quando a pessoa começa a entender que pode “se transferir”, uma sensação de liberdade aparece nela. Assim, a partir disso, ela pode resolver problemas completamente diferentes.

De KabTV “Através do Tempo” 20/03/13

Comente