Renascer Repetidamente

Conforme subimos 125 níveis espirituais, retornamos a um estado “embrionário” repetidamente, em níveis mais profundos e superiores. Esta é a escada especial, na qual cada nível de autoanulação tem a sua própria forma, com as suas características únicas.

E é por isso que o embrião submete-se à mudanças constantes durante o seu crescimento, até que se torna semelhante ao superior, na sua autoanulação, completando assim a primeira etapa. Nesta etapa, o inferior está realizando apenas sua primeira autoanulação: ele aceita como perfeito tudo o que o superior faz, manda, ou diz a ele, mesmo que possa parecer para o inferior que é contra ele, que é repulsivo para a sua mente e sentimentos.

Então, quando termina a fase de concepção, ele realmente começa a anular-se ao construir a cabeça do seu Partzuf. Ele nasce com a cabeça voltada para baixo, ou seja, da autoanulação, e começa a levantá-la, isto é, a aceitar a ideia do superior em vez da sua própria. Em outras palavras, agora ele trabalha ativamente contra a sua própria mente e sentimento, e não só anula a si mesmo, mas verifica com o superior a cada passo.

E, mesmo que não concorde com o superior, cujas palavras parecem-lhe absolutamente ilógicas, contraditórias e insuficientes, ainda assim as aceita, e isso já é a real autoanulação. Antes, na fase de concepção, ele agia sem exame, e agora aceita a ideia e o sentimento do superior, desafiando a sua própria.

Desta forma, gradualmente, ele constrói a cabeça do Partzuf e torna-se semelhante ao superior em termos de seu programa interno, seus vasos (desejos). No final, em certo estágio, é capaz de substituir o superior em todos os atos deste.

Essa é a ordem dos graus, e nós subimos neles através do poder da resistência. Baal HaSulam contou uma parábola sobre um servo e os ministros, quando o rei queria colocar o servo como chefe dos ministros. A fim de fazer isso, ele pediu a um deles, que era hábil em palhaçadas, para fingir que era o líder dos inimigos e dos bandidos, para que através da luta com eles o servo pudesse examinar a si mesmo até que ponto podia “proteger o rei “, o que significa aderir-se à mente do superior. Afinal, quando os assistentes do rei se vestem como criminosos, não é fácil reconhecer isso. Pelo contrário, a pessoa sempre pensa que está certa, e ela precisa de um forte poder de superação, para poder subir acima da razão, e não como se fosse na primeira fase.

E este é o estado que chamamos de “segunda concepção”. Depois de tudo, mesmo após a pessoa ter amadurecido, passar da fase embrionária e da infância, a concepção continua até aqui: as ações são as mesmas, mas apenas em um novo nível. Agora, ela realmente se anula, a fim de ser semelhante ao superior na prática.

[106266]

Da Convenção dos homens “O Próximo Passo” 26/4/13,Lição 2

Material Relacionado:
O Sistema Decimal Está Na Base Do Mundo
Aprenda A Trabalhar Com A Cabeça Espiritual
Preocupações Do Embrião

Comente