Diferentes Caminhos Para O Círculo Geral

Dr. Michael LaitmanBaal HaSulam, “O Arvut ” (Garantia Mútua): O propósito da criação recai sobre os ombros de toda a raça humana, sejam pretos, brancos ou amarelos, sem qualquer diferença essencial.

Mas por causa da descida da natureza humana ao nível mais baixo, que é o amor-próprio que governa irrestritamente toda a humanidade, não havia como negociar com eles e convencê-los a concordar em assumir, mesmo como uma promessa vazia, sair do seu mundo limitado para os amplos espaços do amor ao próximo. A exceção foi a nação de Israel, porque eles foram escravizados no reino selvagem do Egito por 400 anos em horríveis tormentos.

Toda a humanidade deve certamente chegar ao fim da correção, e ninguém pode fugir disso. Mas o processo é gradual. Nós começamos com discernimentos fáceis, e depois, ao usá-los, passamos à correção dos discernimentos mais difíceis.

A parte mais fácil é chamada de “Israel” e ela parece “acelerar o tempo”. Só agora, no ponto de transição entre o século XX e o século XXI, a humanidade chegou à erupção do ego que está se tornando redondo. Por outro lado, Israel precedeu este processo e atingiu o nível do grande “ego” durante o exílio no Egito. Depois, eles caíram do nível que tinha atingido e, por fim, desceram ao último exílio que durou até os nossos tempos.

O ego atual é muito maior do que o ego no Egito. Além disso, ele se tornou redondo, global, e é semelhante à forma que teremos que recorrer no caminho para a correção.

De volta ao Egito, o desejo de receber que se opõe à conexão no círculo geral foi revelado entre os filhos de Israel e não permite que eles sejam um todo. Esta é a única coisa que é chamada de “inclinação ao mal”. Não se trata do tamanho do desejo, mas da sua objeção à conexão.

Mas o resto da humanidade se desenvolveu na base do desejo de receber comum que pertence a este mundo e pretende existir nele.

Different Ways To The General Circle

Agora, Israel, com sua inclinação ao mal, está finalmente pronto para estar num círculo. Nós já entendemos o que está acontecendo e como corrigir a situação. Mas a humanidade não entende isso, já que chegou a este círculo com a ajuda do seu ego “linear” normal e não com a ajuda da inclinação ao mal.

Como resultado, é muito difícil para a nação de Israel se conectar. Nenhuma outra nação é tão dividida como esta nação. É assim que a inclinação ao mal, que nenhuma outra nação tem, se revela dentro dela. É muito difícil para a nação de Israel realizar a correção, embora eles já tenham passado por este caminho. Hoje eles só têm as Reshimot (reminiscências) quebradas.

Por outro lado, as nações do mundo estão prontas para aprender sobre a conexão que vai melhorar a sua vida. Como elas não têm Reshimot quebradas, elas não se opõe à conexão, e se veem que a conexão “linear” irá proporcionar-lhes um futuro melhor, elas aceitam.

Acontece que, se Israel ajuda a conexão do mundo, a sua conexão se torna mais próxima. Eu não posso nem imaginar como eles podem começar a se conectar sem isso.

Isso também explica por que uma pressão externa sobre a nação de Israel é necessária. Esta pressão já está crescendo e vai aumentar, e vai se tornar uma ameaça real de aniquilação. Caso contrário, Israel simplesmente não vai entender o que e quanto lhe é exigido, e o que lhe é exigido para se livrar da pressão externa. Trata-se de um fator externo essencial que lhes permite pensar na correção.

Da 3ª parte da Lição Diária de Cabalá 21/05/13, Escritos do Baal HaSulam “A Garantia Mútua”

Comente