As Imagens Da Realidade Que Ganham Vida

Dr. Michael LaitmanA verdadeira realidade é o Criador, porque Ele existe por conta própria, independente de qualquer força adicional. Ele simplesmente existe e pronto! No entanto, a existência de qualquer outra realidade exceto o Criador depende de duas forças opostas.

Nenhuma delas sozinha pode fornecer essa existência. Só devido à sua conexão é que eles produzem grãos de nossa realidade artificial, temporária e de curta duração, o que é chamado de criação (Beria), porque está fora (Bar), fora do Criador, e existe apenas sob certas condições. Esta realidade artificial é a nossa vida hoje.

No entanto, o Criador nos deu a oportunidade de entender e conectar a criação de baixo para cima com a ajuda de duas forças opostas: doação e recepção. Assim, nós podemos completar o universo, que foi criado pela propagação destas duas forças de cima para baixo, acrescentando-lhe o nosso próprio consentimento de baixo para cima. Acontece que nós aparentemente damos vida à criação artificial que foi criada pelo Criador, tornando-a real.

Graças ao nosso consentimento, aceitando o pensamento do Criador a fim de nos reunir a partir de duas forças opostas em cada etapa de baixo para cima, nós damos à criação a verdadeira força, sendo parceiros do Criador como iguais, no mesmo grau. Afinal de contas, nós tomamos Sua mente, Sua direção e Sua atitude, e adicionamos essa mente divina superior e a atitude em relação às formas que se espalham de cima para baixo, devido a que elas aparentemente sobem de baixo para cima.

As duas formas, recepção e doação, vêm até nós já preparadas. Nós não somos responsáveis ​​pelo mal, a natureza egoísta e, além disso, pela afável natureza de doação. No entanto, devido ao nosso desejo de boas propriedades, nós damos a nossa própria contribuição, alcançando a compreensão, o conhecimento, acrescentando a nossa atitude pessoal que está se tornando unida com o Criador.

O que importa não são as duas forças em si, recepção e doação, mas sua conexão – consequência, “derivativo”- a noção de união que nasce do trabalho da mente e do coração.

Da 1ª parte da Lição Diária de Cabalá 16/05/13, Escritos do Rabash

Comente