A Mínima Medida Da Realidade Espiritual

Dr. Michael LaitmanRabash, “O que a Regra do ‘Ama Teu Amigo como a Ti mesmo’ Nos Dá?”: Mas como “todos em Israel são responsáveis ​​uns pelos outros”, através de todos, eles são mantidos. É como se todos mantivessem todas as Mitzvot juntas. Assim, através das 613 Mitzvot, nós podemos alcançar a lei, “Ama a teu amigo como a ti mesmo”.

Todas as leis espirituais são leis integrais e existem apenas quando existe uma estrutura completa. Não existe pouco na espiritualidade, e tudo começa a partir da criação de um grupo de dez pessoas, “dez”, um Minian, a mínima medida em que a realidade espiritual pode existir.

É como o exemplo do grupo do Rabi Shimon, cujos alunos formaram a rede certa entre eles e com isso chegaram ao fim da correção ao atingir todos os 125 degraus da escada espiritual. Assim, tudo depende do estabelecimento de um Minian.

Todas as leis da realidade podem ser descobertas num grupo pequeno, mas como ele é uma ferramenta destinada a dar satisfação ao Criador, ele deve ser expandido o máximo possível. Nós precisamos sair do Grupo de Dez, doar e espalhar esta mensagem ao mundo, a fim de conectar o resto da realidade a nós.

Essa incorporação mútua também influencia a estrutura de dez e ajuda a calibrá-la, o que significa que a sua correção interior pertence ao cumprimento das 613 Mitzvot (mandamentos). Ao reunir e apoiar um ao outro, o grupo de dez é suficiente para atingir toda a criação (o que significa o cumprimento de todas as 613 Mitzvot). Isto porque a sua estrutura é compatível com a estrutura das Sefirot originais.

Portanto, especificamente um Minian (um grupo de dez pessoas, nem mais nem menos) é o vaso apropriado para a correção. No entanto, quando falamos sobre o cumprimento do amor ao próximo e o amor ao Criador, isso é cumprido pela expansão do vaso. Este Minian torna-se uma coisa só, que age para corrigir o mundo que está fora do grupo de dez.

Da Preparação para a Lição Diária de Cabalá 21/05/13

Comente