A Imagem que é tecida por duas cordas

Pergunta: Qual é a indicão de que a pessoa está avançando? É quando ela sente cada vez mais repulsa pelos amigos ou que ela os valoriza mais?

Resposta: O avanço de uma pessoa não depende de qualquer um desses sinais, mas sim na medida em que uma pessoa pode imaginar certo “tecer” e combinar corretamente o sentimento de repulsão e atração. A repulsão decorre da inclinação para o mal e a atração da boa inclinação, e uma pessoa determina quando ela tem que escolher. Ela cria uma conexão, a combinação, e ela opera como um tecelão em uma tecelagem.

Tudo depende de como ela combina as duas forças opostas: Ela entende que a repulsa é tão essencial como a atração. Ela tem que descobrir que todas as forças que são reveladas em si em relação ao superior são sempre uma bênção, e para seu próprio bem.Não há nada no mundo, na realidade, que é prejudicial ou ruim, tudo depende de uma pessoa poder ver e justificá-la.

Ela pode unir as duas forças opostas, não só a fim de conectá-las, mas para fazer uma nova realidade fora delas? Esta é a nova imagem psicológica do mundo que é tecido de duas forças, a partir de dois fios.

Esta realidade não existe por si só: Toda a realidade, tanto a fictícia e a real, só existem se começarmos a identificá-las como nós a criamos para nós mesmos. Então nós temos que tentar ligar todo o poder e força e obrigá-las a trabalhar juntas, pois este é o nosso trabalho.

Temos que ver toda a Torá, a história humana, toda a nossa evolução, que é feita da criação da realidade espiritual das duas forças que foram reveladas a Abraão nesta luz, nesta perspectiva. Nosso sucesso depende de quão bem conseguimos liga-las: a inclinação para o mal e a inclinação para o bem, e fazer tudo para a conexão, a unidade entre elas.

[107629]

Da 1 ª parte da Lição Diária de Cabalá de 16/05/13 , Escritos do Rabash

Material Relacionado:
As Imagens Da Realidade Que Ganham Vida

 

Comente