O Conselho de Jetro

Dr. Michael LaitmanA Torá, Êxodo, Conselho de Jetro, 18:21-23: … Além disso, procura homens capazes, tementes a Deus, homens de verdade, que odeiem a avareza; e põe-nos sobre eles por maiorais de mil, maiorais de cem, maiorais de cinquenta, e maiorais de dez. E deixe-os julgar o povo em todos os momentos.

Todo o negócio grave tragam a ti, mas todo o negócio pequeno eles o julguem; assim a ti mesmo te aliviarás da carga, e eles a levarão contigo. Se isto fizeres, e Deus te mandar, poderás então subsistir; assim também todo este povo em paz irá ao seu lugar.

Nós estamos falando de propriedades humanas. A pessoa começa a reconhecer quais qualidades nela são corrigidas sob a influência da Luz superior (a propriedade de doação). Alguns desejos tornam-se mais próximos da propriedade de doação, alguns se tornam ainda mais distantes. A pessoa estuda a sua progressão, sistematiza-os numa pirâmide. Há apenas algumas propriedades especiais que são “adjacentes” à doação, enquanto que o número das qualidades mais distantes, mais egoístas, é enorme.

Uma vez que a propriedade chamada “Jetro” deriva do egoísmo, ela está entrelaçada com os próprios desejos e sua hierarquia. Afinal, o ego é composto de cinco (5) níveis de desejos. Quando o desejo chamado “Moisés” faz uma tentativa de corrigir o ego humano, a propriedade chamada “Jetro” o ajuda.

Esta massa é semelhante à toda a massa humana, mas apenas ela está dentro de uma pessoa. Usando a linguagem da Cabalá, é o AHP de Galgalta ve Eynaim. Galgalta ve Eynaim é a propriedade de “Moisés”, enquanto AHP é o povo de Israel que ainda tem que ser corrigido. Ele se apoia no egoísmo, e por essa razão Jetro sabe como trabalhar com ele.

De acordo com a propriedade denominada Hassadim, Moisés com a sua “mão generosa e coração aberto” não é apto para o processo de correção. O egoísmo tem que ser corrigido de forma gradual, passo a passo. Assim, a propriedade de Jetro aparece e coloca tudo em ordem.

De KabTV “Segredos do Livro Eterno”, 18/02/13

Comente