Como Podemos Chegar A Conhecer O Criador?

Dr. Michael LaitmanBaal HaSulam, “O Discurso para a Conclusão do Zohar“: A alma também é assim: depois que adquiriu a equivalência com Ele, ela conhece novamente Seus pensamentos, como conhecia  antes da separação Dele devido à dispriadade de forma do desejo de receber .

Pergunta: Quais são os pensamentos do Criador?

Resposta: Como está escrito, “Por suas ações, O conheceremos”, ou, em outras palavras, a partir de minhas ações, eu conheço o Criador.

Eu tento agir a fim de “doar”, realizar ações de doação, mas não posso. Peço ajuda, e a recebo. Há mudanças em mim, cuja essência e raiz eu não entendo. Eu me esforço e me torno como Criador de acordo com meu entendimento das fontes e os exemplos que o grupo apresenta para mim. Assim, estudo a Torá, que significa o método, o sistema, as ações do Criador ocultas na Torá. Imitando suas ações, vou começar a conhecê-Lo, conhecer seus atributos de amor e doação.

Hoje, eu interpreto as palavras de acordo com meu entendimento, sem saber seu real significado. Então, através de meus desejos corrigidos, realmente vou conhecer o Criador. É porque o desejo corrigido sente uma espécie de despertar interior chamado “Luz”. Em geral, tais desejos criam a imagem do Criador para mim de certa forma. Não é uma figura e não é um desenho, não é uma forma, mas eu simplesmente compreendo o que é o atributo de doação, o atributo do amor. Eu entendo isso como resultado de minhas ações corrigidas.

Portanto, está escrito: “Por suas ações O conhecemos”. Por minhas ações corrigidas destinadas à doação, eu percebo o conceito do “Criador”. Nesse sistema, eu estou conectado e, mais tarde, me uno a Ele; assim, “Israel, a Torá e o Criador são um”. “Israel” se refere à pessoa que anseia por doar. “Torá” refere-se ao meu sistema interno de conexão, o sistema da alma, seus 613 desejos corrompidos que eu devo corrigir através das Luzes que o evocam. Em seguida, os vasos e as Luzes trabalham juntos. Quando o vaso e a Luz se igualam no sentido da doação, isso significa que a Torá é revelada em mim.

Eu trabalho sistematicamente sobre os cinco níveis de Aviut (a “espessura” do desejo) e passo por fases de alcance da Torá, a partir de Sod e terminando em Pshat, quando tudo é revelado e tenho não só as Luzes de NRNHY, mas também a Luz de Yechida, não diferentes tipos de vasos, mas o vaso de Keter. Com isso, eu volto à adesão completa, mas volto por mim mesmo com a Luz que é 620 vezes maior do que a Luz inicial e, assim, eu corrijo meus vasos. Eu os aumento 620 vezes, e, com isso, conheço o Criador. Primeiro, eu estava Nele, sob a forma de um ponto que Ele criou como “algo a partir do nada” e agora, com a ajuda que vem como resultado do meu questionamento eu mesmo desenvolvo este ponto a partir da “gota” e fico em Seu lugar, igual a Ele no nível de Adam (ser humano).

Pergunta: O Criador tem um pensamento, o que significa que eu devo ser incorporado em todos e inserir neles o único pensamento que é dirigido a Ele.

Resposta: Caso contrário, eu não serei capaz de unir a minha alma. Isso inclui todas as outras almas. Eu sou apenas um ponto, e, a fim de construir a minha alma, eu preciso anexar todos a ele.

Pergunta: O que está oculto em minha alma que está dirigido ao Criador?

Resposta: Por enquanto, eu tenho uma Reshimo quebrada (gene espiritual), uma centelha, a parte posterior de Nefesh de Kedusha, ou seja, um desejo benéfico. O início da conexão anterior com o Criador foi revelada a mim de forma quebrada. Eu quero ganhar a Suas custas, para usá-Lo.

Assim, o despertar espiritual aparece numa pessoa. Eu quero ganhar alguma coisa, e, até certo ponto, não consigo encontrar nada satisfatório em todo o mundo. Quanto tempo você pode brincar nessa “caixa de areia”? Eu quero crescer e fazer coisas reais e, em seguida, procurar egoisticamente uma parceria com o Criador em igualdade de condições. “Você é para mim e eu sou para Você. Eu sei que devo pagar. Está bem! Eu concordo, mas o que recebo em troca”? Este já é um estado de Lo Lishma (não por Sua causa).

Pergunta: Portanto, qual é nosso pensamento geral corrigido?

Resposta: É uma identificação total com o Criador, um “abraço”, um “beijo,” “acoplamento”, que, em geral, é chamado de adesão.

Da 4ª parte da Lição Diária de Cabalá 05/02/13, “Discurso para a Conclusão do Zohar

Comente