O Gosto De Sair Do Nosso Mundo

Dr. Michael LaitmanPergunta: Algumas pessoas são mais sensíveis a certas ações e outras são menos sensíveis. Como você recomendaria trabalhar com a declaração da garantia mútua para que esta seja realmente impressa no coração de todos nós, de modo que vivamos por este documento e, juntos, façamos isso?

Resposta: A questão é que é impossível fazer isso o tempo todo. Mesmo uma simples influência impulsiva numa pessoa, quando você cria esta possibilidade nela, e ela inevitavelmente se eleva acima do seu egoísmo, na medida em que começa a receber de você uma sensação de segurança, ausência de problemas e preocupações, isso a empurra para fora do nosso mundo. Afinal de contas, nós sentimos o mundo inteiro nas constantes preocupações e ansiedades, porque o nosso ego nos obriga a pensar e agir dessa forma.

É por isso que, mesmo uma influência espontânea sobre cada um, a qual cria uma sensação de garantia mútua na pessoa, mesmo que por um curto período de tempo, gradualmente cultiva nela uma unidade para superar a si mesma, de modo que ela realmente começa a procurar como tornar essa unidade permanente. Assim, isso se torna um meio de nosso progresso.

Eu espero que, como resultado de nossos esforços na Convenção no deserto, vamos alcançar ao menos essa libertação do nosso mundo. Então as pessoas vão ter o gosto de sair do nosso mundo, e vão começar a agir de uma forma mais orientada à meta.

Pergunta: Como eu posso usar isso nas lições matinais, workshops, reuniões de amigos e refeições compartilhadas para a preparação para a Convenção?

Resposta: Você precisa agir na mesma direção: faça constantemente estes exercícios, na esperança de que através da aspiração, do esforço interior, você influencie os amigos a sentir a sua preocupação com eles e se livre de seu egoísmo. Afinal, não há nenhuma necessidade de esperar qualquer evento especial; você pode voltar a isso todos os dias e todas as horas, e no final vamos conseguir.

Da Lição Virtual 30/12/12

Comente