Nós Não Nos Conhecemos Por Acaso…

Dr. Michael LaitmanPergunta: O que você deve contribuir para o grupo, de modo que, mais tarde, ele lhe ajudará a sair rapidamente de uma descida?

Resposta: Nós devemos acumular esforços no grupo antes da chegada da descida, convencer os amigos de que temos que nos preocupar com todos. Deve haver o espírito de ajuda mútua no grupo. Isso é chamado de grandeza da meta, que está constantemente entre nós no ar.

Um grupo é onde você realiza a meta, uma comunhão de forças, de esforços. Você recebe a Luz que Reforma através do grupo e a Luz que Reforma o conecta ao grupo. No final, você descobre que esta rede de conexões já existe no grupo. Você descobre a conexão correta nele, e de acordo com a equivalência de forma descobre o Criador. Tudo isso se realiza no grupo.

Na verdade, nós estamos constantemente corrigindo o grupo ou descobrindo a sua verdadeira forma. Agora nós vemos isso na forma como é retratada em nossos atributos corrompidos, como se diz: “A pessoa julga de acordo com suas próprias falhas”. Do Alto, da parte do Criador, é todo um sistema, um sistema ideal. Nós precisamos atingir a mesma perspectiva que do Alto. Nós não nos conhecemos por acaso e nos conectamos do Alto num grupo: alguém pode entrar ou sair; alguém pode estar perto ou longe. De tal forma, Acima de nós, nós construímos a estrutura espiritual, que gradualmente se torna um desejo que foi criado pelo Criador.

A verdade é que há um ponto deixado no desejo que foi criado pelo Criador. Tudo o resto, pelo que este ponto foi explodido, através do desenvolvimento de diferentes conexões, costumes, sistemas, tudo isso é resultado da influência da Luz sobre ele. O ponto do próprio desejo permanece como era, mas a Luz que entra nele o sopra e preenche com seus atributos. Isso é chamado de Malchut de Ein Sof (Infinito).

Da 1ª parte da Lição Diária de Cabalá 07/01/13, “Introdução ao Estudo das Dez Sefirot

Comente