Distribuição Ao Invés De Ajuda

Dr. Michael LaitmanOpinião (Oxfam): “As 100 pessoas mais ricas do mundo ganharam no ano passado o suficiente para acabar com a pobreza extrema das pessoas mais pobres do mundo, quatro vezes mais, disse a Oxfam”.

“A instituição de caridade afirma que ‘uma explosão de riqueza extrema’ foi prejudicando os esforços para combater a pobreza, num informativo publicado antes do Fórum Econômico Mundial da próxima semana, em Davos, na Suíça”.

“Ao liberar o ‘Custo da Desigualdade: Como a Riqueza e Ganhos Extremos Prejudicam Todos Nós’, a Oxfam disse que o lucro líquido das 100 pessoas mais ricas no ano passado foi de 240 bilhões de dólares”.

“Em contraste, as pessoas em ‘extrema pobreza’ vivem com menos de 1,25 dólares por dia, e a instituição de caridade exigiu que os líderes mundiais se comprometam em reduzir a desigualdade aos níveis vistos pela última vez em 1990”.

Meu comentário: Instituições de caridade não podem corrigir a situação, e o que chega à população faminta não contribui para o seu desenvolvimento, mas leva à sua degradação, porque não é acompanhado da educação integral. Assim, mesmo que todos os ricos tivessem compartilhado com todos os pobres, o mundo não teria se tornado melhor. Pelo contrário, ele teria se tornado pior.

Até nós eliminarmos a causa principal dos nossos problemas – nossa natureza egoísta – todas as nossas ações, sendo egoístas, sempre trarão um resultado negativo. O único problema é que a ação está muito longe do resultado e nós não vemos a sua conexão. Nós precisamos inicialmente combinar ajuda com educação integral, não só educação. Assim nós atingiríamos o desenvolvimento da humanidade, que seria capaz de se estabelecer num novo mundo.

Comente