Um Menino A Quem O Cordeiro E O Lobo Obedecem

Dr. Michael LaitmanPergunta: No artigo “A Paz”, o Baal HaSulam traz uma citação de Isaías: “E o lobo habitará com o cordeiro, e o leopardo se deitará com o cabrito; o bezerro e o leão novo e o animal cevado andarão juntos; e um menino os guiará”. Quando essa hora chegar, para quem vai ser mais difícil: para o lobo lidar com o cordeiro ou o cordeiro lidar com o lobo?

Resposta: Há um lobo e um cordeiro em cada um de nós, o desejo de receber e o desejo de doar. O desejo de doar é chamado de “cordeiro”, e o desejo de receber é chamado de “lobo”. Eles não podem viver juntos, por falta de acordo mútuo. O lobo sabe que só pode se satisfazer com o cordeiro, e o cordeiro teme que o lobo possa comê-lo. Mas, por outro lado, o lobo sabe que não pode viver sem o cordeiro, e o cordeiro sabe que sem o lobo não será capaz de avançar e será sempre um cordeiro.

Assim, verifica-se que um não pode existir sem o outro, e não podem viver entre si. Portanto, como eles podem encontrar o equilíbrio entre si? Como pode existir o estado de “o lobo habitará com o cordeiro”? Como podem dois desejos opostos, o desejo de receber e o desejo de doar, coexistir?

Isto é o que a sabedoria da Cabalá nos explica: como o lobo e o cordeiro se aceitam e são incorporados um no outro. Quando a pessoa não está nem no desejo de receber nem no desejo de doar, ela recebe essas duas forças como dois “anjos” e as combina corretamente, atraindo assim a imagem do Criador. É por isso que o Criador é chamado de Bo-re (“Bo-reh”, “Venha e veja”, em hebraico). Esta imagem é feita da força de recepção e da força de doação.

Então, e um menino os guiará. Isso significa que o humano em mim sente que é pequeno e, ao mesmo tempo, organiza tudo ao construir sempre a si mesmo si e ao mundo ao seu redor com a combinação certa das duas forças: o lobo e o cordeiro; a linha média é determinada entre as duas linhas, direita e esquerda, em diferentes níveis de espessura, e “um menino” controla toda essa combinação.

Da 4ª parte da Lição Diária de Cabalá 30/11/12, A Paz”

Comente