Integralidade Ideal

Dr. Michael LaitmanPergunta: Em nosso estado atual, será que somos capazes de obter a verdadeira integralidade, da forma ideal?

Resposta: Não. A verdadeira integralidade é algo que podemos estudar a partir de sistemas analógicos, de estados naturais ideais ou fechados, onde cada parte é dependente de todas as outras partes. Elas estão completamente interligadas através de um número infinito de conexões em diversos níveis. Cada parte define todas as outras. É um tipo particular de circuito holográfico, analógico, onde tanto a entrada, saída e todos os tipos de outros estados acontecem simultaneamente, e, portanto, é impossível dizer quem é o primeiro, quem é último, e o que segue o que.

É um sistema onde todos sentem absolutamente todos os outros como a si mesmos. É uma inclusão de todos em todos numa forma tão completa e absoluta que os interesses próprios de cada parte não são levados em conta, e só o trabalho de todo o sistema é considerado; o sistema se torna a coisa principal. Assim, ocorrem subdivisões dentro dele do que é mais importante para ele e o que é menos. Cada parte funciona por todo o sistema e se vê apenas na capacidade de doador a ele. Isso é chamado de “inclusão integral”.

Naturalmente, a nossa natureza egoísta é completamente oposta a este estado. Nós não podemos nos incluir uns nos outros, só podemos captar, sentir, e estar conectados uns aos outros, na medida em que estamos interessados: por simpatia, e assim por diante.

Nossa natureza é o egoísmo absoluto. Não percebemos o que não diz respeito ao nosso ego: nossos órgãos sensoriais captam e nos comunicam apenas o que é útil ou prejudicial a ele. É por isso que o altruísmo não nos parece como uma possibilidade de existência. Nós normalmente o substituímos por algum tipo de aliança parcial ou aproximando-nos, mas tudo isso não representa propriedades altruístas verdadeiras, que são descritas no sistema integral, mas sim são o mesmo egoísmo que age em certas relações com outros, a fim de coexistir e não mais do que isso. Em outras palavras, não temos nada a ver com o verdadeiro sistema integral.

De KabTv “Mundo Integral” 27/11/12

Um Comentário

  1. Muito bom, parabéns… Gostaria de saber mais sobre o ato de desejar o bem como forma de aproximação da energia do amor… Somos capazes de realmente sentir esta energia e desejar verdadeiramente o bem?

Comente