Descobrindo A Mentira Venenosa Do Ego

Dr. Michael LaitmanPergunta: Como posso assegurar que o estudo não se tornou uma “poção da morte” para mim?

Resposta: Nós temos que chegar ao estado em que o estudo se torna uma “poção da morte”.  A fim de fazer isso, eu tenho que descobrir que estou imerso no meu ego e que odeio todos, incluindo o Criador. Eu vejo que não quero me conectar nem doar a ninguém. Mas eu sei que este é o objetivo da criação e tenho que alcançá-lo. Isso significa que eu já descobri duas linhas que se contradizem.

Juntamente com o meu entendimento interno da necessidade de chegar à doação, eu descubro que minha natureza é oposta a isso. Então eu descubro que ela é a “poção da morte.” Eu tenho que descobrir que receber para mim e usar os outros são mortais para mim.

Eu olho para os rostos dos amigos e entende que quero usar todos eles: quero ser mais inteligente do que todos eles, mais bonito, mais forte, e mais bem sucedido.

Se minha abordagem em relação a cada um deles não fosse assim, eu não iria sentir e ver que existe alguém. Eu não o distinguiria em meus órgãos sensoriais, já que por trás da minha visão existe o meu ego, e se eu não pretendo usar uma pessoa para meu benefício, eu não a vejo. Ela não existe para mim!

Portanto, é um nível elevado se eu descubro que estou num estado de Lo Lishma (não em Seu nome) e que quero usar todos, mas entendo que é a “poção da morte”, o que significa o oposto do que deve ser. Depois de tudo, eu quero a verdade, mas existo dentro dessa mentira. É o resultado de uma grande Luz que vem ao homem e o ilumina mostrando-lhe o verdadeiro estado corrupto que ele se encontra e lhe permite compreender.

Da 1ª parte da Lição Diária de Cabalá 30/11/12, Introdução ao Estudo das Dez Sefirot”

Comente