Através Do Véu Do Ego

Dr. Michael LaitmanPergunta: De que modo nós devemos trabalhar no grupo para concentrar a nossa intenção e alcançar o desejo certo de ascender?

Resposta: Nós temos que imaginar a ascensão do nosso mundo até o mundo de Ein Sof (Infinito) como algo que é atingível agora, neste exato momento. Nós estamos constantemente jogando dessa forma no grupo e nos workshops. Nós constantemente imaginamos isso como o estado desejável. Eu quero estar constantemente incluído nele; este é o meu objetivo em cada movimento que faço. Só se imaginarmos este objetivo é que atraímos sobre nós a boa e benéfica influência da Luz Circundante dele.

É uma lei física. Na medida em que anseio, eu atraio a força da Luz sobre mim, e ela age, me influencia e me corrige, arrastando-me para um novo estado.

Pergunta: Portanto, isso significa que temos que ver os nossos amigos como grandes, mesmo que eu não concorde com eles e não sinta que eles são realmente assim?

Resposta: Claro! O que concordar ou não concordar tem a ver com isso? Quem sou eu? Eu sou uma pessoa insignificante, sem educação, que não tem nenhuma realização do mundo espiritual. Eu critico meus amigos porque me sinto confortável com isso, como resultado dos meus atributos egoístas. Parece-me que está tudo errado e que todos são ruins. Claro, eu não devo aceitar o que vejo e ouço como a forma que eles realmente são.

Pelo contrário, eu tenho que entender que o meu ego está entre eu e o meu grupo. Eu os vejo através do ego e recebo tudo deles através dele.

Isto significa que as perguntas sobre quem são eles e o que eu recebo deles não têm solução, até que eu anule o meu ego.

Mas quando eu o anular, eu vou ser capaz de ver o que está diante de mim. Então eu vou ver que é o Criador! Nem os amigos, nem o grupo, mas o Criador! Eu vou ver um estado totalmente perfeito.

Mas e agora, quando estou separado deles, dentro do meu ego, quando estou numa espécie de casulo egoísta, como posso julgar alguém?

Da Convenção em Novosibirsk 07/12/12, Lição 2

Comente