Sentimentos Vêm Em Primeiro Lugar, A Mente É Secundária

Dr. Michael LaitmanPergunta: O que é uma realização integral e o que é uma atitude integral?

Resposta: Nós estamos falando de um ser humano, do seu trabalho interno. Nosso atributo é o ego, o desejo de ser preenchido. Um desejo! Portanto, falamos de sentimentos. Estes não são emoções líricas como estamos acostumados a pensar. Nós estamos falando de nossa essência.

Quando eu trabalho para a indústria, para os bancos ou para qualquer outra coisa, eu quero satisfação, quero ganhar alguma coisa, quero alcançar reconhecimento, quero impressionar, é tudo sentimentos.

O que mais pode motivar uma pessoa se não os sentimentos?

Tendo sentido isso, ela começa a entender e perceber o que sente. A mente se desenvolve apenas de acordo com o desenvolvimento do sentimento e não o contrário. A mente tem que se desenvolver para perceber o que a pessoa sente e o que ela não sente, o que lhe falta. A mente age quando eu sinto que preciso de alguma coisa; até que ponto eu estou cheio e até que ponto não estou. Aqui, a nossa ferramenta mental se desenvolve para alcançar o que desejamos.

Ao penetrar profundamente em minhas emoções, eu começo a desenvolver a mente e começo a sentir o meu sistema mútuo de conexão com os outros e minha contrariedade em relação aos outros. Aqui eu tenho a chance de classificar estes sentimentos e avaliá-los de forma qualitativa e quantitativamente.

Isto significa que uma ferramenta matemática entra no meu trabalho aqui, e eu começo a medir as coisas com precisão.

Porém, novamente, essas medidas estão dentro de mim. Se eu dou certos números a alguém, ele não vai me entender; ele tem que fazer parte deste sistema. Ele precisa de alguma forma realizá-lo internamente e depois, por esta realização, ele vai sentir o que eu passei para ele em números.

De KabTV, “Mundo Integral: Fórmula de uma Sociedade Integral” 01/07/12

Comente