Não Há Tal Coisa De Desejos Supérfluos

Dr. Michael LaitmanSem a intenção correta, a Luz não pode entrar num desejo e ele permanece em sua imundície. Apenas a intenção purifica o “corpo” do desejo e permite que a Luz entre.

A intenção surge quando o corpo percebe a impureza em que se encontra, quer a unidade com o Criador e faz ações para atrair a Luz que Reforma. Então, a Luz da Torá corrige o desejo com a intenção de doar e se veste nele.

Primeiro a pessoa deve revelar sua intenção egoísta. Isso também é uma realização. Depois ela precisa da Luz para mudar a sua intenção para doação.

Pergunta: Essa intenção é formada pelo ambiente certo?

Resposta: Não, a intenção é formada pela Luz, enquanto o ambiente apóia este processo, para que a pessoa venha a exigir a correção da Luz.

Pergunta: Então isso significa que apenas a oração vai ajudá-la a conseguir isso?

Resposta: Sim, a oração, o pedido ou a exigência dirigida à fonte; em outras palavras, uma necessidade.

A oração (MAN) é uma necessidade, um desejo não realizado que vem de Nukva que está incluída em Bina. É daí que vem o nome MAN Mey Nukvin, literalmente, “Águas femininas”. Bina cria Nukva, a qualidade feminina, a partir do desejo de doar, enquanto Nukva deseja tornar-se semelhante à Bina a partir do seu desejo de receber. Estas são as duas etapas: primeiro, ao quebrar, Bina inclui-se em Nukva, ou seja, Malchut, e depois, quando Malchut é corrigida, inclui-se em Bina.

Pergunta: Então, por que são necessárias todas essas ações físicas que fazemos neste mundo?

Resposta: Sem elas eu não posso prover minha existência. Mas se eu adiciono a intenção correta ao meu desejo de viver e me satisfazer, eu permito que ela seja corrigida. Eu dirijo toda a minha vida à correção.

Pergunta: É possível adicionar a intenção a cada ação?

Resposta: Sim, até a uma ação “grosseira”. Em virtude da intenção, qualquer ação se torna espiritual. Qualquer desejo pode ser corrigido, mesmo o mais insignificante, mais baixo e estúpido. A Luz vai emitir um “certificado de validade” a cada desejo.

Da 4ª parte da Lição Diária de Cabalá 29/10/12, “Matan Torá

Comente