Como Abordar a Luz

Pergunta: Será que devemos decidir o que queremos ao ler O Zohar, ou devemos tentar descobrir o que realmente queremos?

Resposta: A pessoa pede uma coisa e pensa outra coisa e quer outra coisa. A Luz que está focada em vasos evoca algo totalmente diferente nela, que é diferente de seus pensamentos, de sua pergunta, e de seu desejo.

Tudo o que é exigido de nós é apenas o despertar. Se podemos despertar a nós mesmos corretamente, então tudo vai funcionar como deveria.

O despertar direito se resume a uma coisa – que eu tentei  estar com todos, o que significa estar em um vaso, no meu verdadeiro desejo – agora – ao ler uma passagem do Livro do Zohar, não em mim, mas no meu desejo – e só de lá para pensar e pedir, mas para ser incorporado na minha parte externa do vaso, e não sentir qualquer necessidade para isso ou qualquer gosto nele, e pedir para a conexão com os amigos por se elevar acima da minha necessidade e meu gosto? Eu fiz isso? Se eu fizesse, então meus esforços estariam corretos e eu começaria a receber diferentes resultados espirituais positivos e negativos.

Mas se os meus esforços foram voltados à compreensão e ao sentir o que está no livro, estes são esforços em meu vaso egoísta e assim, consequentemente, os resultados que eu recebo são em uma direção totalmente errada. É o que acontece, até que eu evoque Luz suficiente sobre mim, já que eu ainda estou de alguma forma ligado a outros e esta Luz de alguma forma me guia na direção certa.

Devemos entender que nossas ações aqui tem que ser muito precisas. Na parte da Luz tudo é simples: se você está em um vaso sobre o qual brilha, então você está em contato com ele e ele funciona com você, e se você não for, então não. Você tem que estar na frente do atributo de doação, que é a Luz. Você não pode estar ligado ao atributo de doação em tudo, se você ficar dentro do seu “eu”. Na medida em que você sai com os outros, você se aproxima da Luz.

[90025]
Da 2 ª parte da Lição Diária da Cabala 11/10/12 , O Livro do Zohar

Comente