Uma Estrada Sem Fim

Dr. Michael LaitmanBaal HaSulam, “Introdução ao Livro do Zohar”, item 55: Isso é porque ele atinge as Luzes e graus de sua alma, chamada NRNHY, de acordo com a medida da pureza de seu desejo de receber. E a cada grau que ele atinge, as Luzes desse grau o ajudam em sua purificação. Assim, ele sobe em graus até que atinje os deleites do objetivo final no Pensamento da Criação.

Pergunta: O nível de “receber a fim de doar” é destinado a cada alma?

Resposta: Sim e não. Ele também pode ser atingido indiretamente pela incorporação, já que estamos falando de um sistema analógico que é perfeito e integral onde todos estão conectados a todos os outros e o padrão geral está em todos como numa imagem holográfica.

A questão toda é que o meu papel nesse quadro é: Será que eu sou parte da “perna”, da “cabeça”, do “coração” ou de outro órgão do “corpo” geral? Com certeza eu vou conseguir tudo, mas eu atinjo ativamente a minha parte no sistema, agindo de forma independente.

Eu tenho minha própria deficiência e também a deficiência que adquiro de todos os outros. Existe eu, que decorre do meu elemento, e há todos os outros. Portanto, a nossa realização não é idêntica. Todos atingem todo o sistema como um todo e estão em Ein Sof (Infinito), mas ao mesmo tempo todos “invejam” os outros, pois todos têm um ponto de partida diferente. Isso também requer trabalho e correção.

Então, nós ascendemos a um nível tal, sobre o qual não sabemos nada. O desenvolvimento continua e desaparece em algum lugar. Os vasos terão que crescer e se transformar em algo que não sabemos…

Pergunta: Por que a pessoa tem que atingir o pensamento da criação?

Resposta: Porque este é o desejo da parte superior, do Criador, já que o pensamento da criação é o Criador.

Nossas palavras são imprecisas, mas temos que usá-las. Diz-se que existe uma realidade inatingível chamada de Criador. Ele é inatingível, mas há o pensamento da criação, o que significa Sua atitude em relação a nós.

Como resultado de Seu pensamento sobre nós, algo foi feito. Ele criou um desejo de receber e fez coisas diferentes com ele. Mas a questão não é que devemos ficar neste desejo de receber. O desejo e a Luz são os dois únicos atributos, de recepção e doação, que Ele escolheu para nos elevar acima de ambos.

Isto significa que nós subimos não só acima da recepção, mas também acima da doação, porque um não será capaz de existir sem o outro. Nós temos que entender Seu pensamento da criação e subir ainda, sobre o qual não podemos falar hoje porque não sabemos o que é.

Esta é a forma de realização que nos leva a um fim desconhecido. Em nossos desejos, não podemos sequer alcançar algo maior que eles, pois estamos falado de algo que está além do Gmar Tikkun (o fim da correção). Ainda temos que entender que é aqui que se estão os objetivos que realmente se combinam com o Criador. Ao esclarecer o processo que atravessamos, temos que dizer que Sua atitude em relação a nós não se encontra abaixo do nível onde Ele se encontra e sobre o qual não sabemos nada, pois mesmo as raízes de nossos ramos não derivam dele.

Portanto, sabendo isso, devemos também entender onde estamos hoje.

Da 4ª parte da Lição Diária de Cabalá 01/08/12, “Introdução ao Livro do Zohar

Comente