Um Momento, Fique Parado!

Dr. Michael LaitmanAo discutir problemas conjugais com sua esposa, é importante falar honestamente, sem manter nada em segredo ou sofrer silenciosamente. Nós não “fechamos” nossos ouvidos, pelo contrário, continuamos abertos ao diálogo e nos abrimos ao nosso parceiro.

No entanto, ao mesmo tempo, não fazemos uma lista de falhas ou desejamos recordar o mal. Está escrito a respeito dessas falhas: “O amor irá cobrir todas as transgressões”. Nós só as expomos durante uma conversa, quando ambos falam sobre si e seu parceiro. Como consequência, uma “pilha de lixo” cresce entre nós, e temos que superá-la. Se olhássemos um ao outro enquanto estivéssemos em lados opostos deste lixo, só veríamos o lixo, não o nosso parceiro. Então, o que vamos fazer?

Nossa única chance é nos elevar acima dessa sujeira. Ao mesmo tempo, não fazemos promessas ao longo da vida. Além disso, sabemos que de fato essa pilha vai se tornar ainda maior na próxima vez que falarmos. Naturalmente, ela cresce de um dia para outro; essa é a vida. É por isso que nós vamos precisar desta avaliação crítica mais de uma vez.

Ainda assim, uma vez que colocamos tudo sobre a mesa, passamos a um exercício oposto, elevando-nos acima da “roupa suja”. Eu quero amar o meu parceiro do jeito que ele aparece acima dessa pilha, quando eu olhar para ele com olhos limpos e livres de críticas. Para fazer isso, é como se deixássemos a mesa onde todo o lixo está empilhado. Agora, eu vejo a minha esposa de uma maneira diferente, como eu a vi quando decidi unir o meu destino ao dela. Agora eu quero parar em nosso melhor momento, quando ela era minha perfeição absoluta, e este exercício nos ajuda a seguir em frente.

No entanto, não basta subir acima da sujeira. Como esta abordagem nos torna mais fortes, nós dizemos um ao outro como ela é perfeita e como eu sou perfeito. É como se estivéssemos cobrindo o lixo com uma cobertura de chocolate, massa doce com camadas de creme, sorvete, etc. Toda a amargura permanece dentro, mas há unidade fora: nós damos acabamentos um ao outro; dizemos um ao outro sobre as qualidades maravilhosas do nosso parceiro, as virtudes únicas de sua personalidade. Aqui nós podemos falar sobre as coisas mais sagradas, fazendo-as parecer perfeitas. Isso nos afetará para melhor e com certeza vai mudar todo o espectro da nossa relação, incluindo a nossa relação sexual.

Portanto, nós realmente trabalhamos no nível da psicologia e do raciocínio; nós temos uma competição honrada, sem brincadeiras, tornando-a profunda e sincera. Nós elogiamos um no outro aquilo que queremos revelar como opostas à crítica que tínhamos no início. Isto já não é uma discussão de crítica, mas uma análise positiva. É desta forma que nos tornamos mais fortes em nossas boas intenções de um para com o outro.

Então começa a fase seguinte, que é a prática. Ações apoiam as intenções e, de certo modo, as valida. É por isso que vamos passar para a próxima fase da discussão: “O que a minha mulher quer de mim e o que quero dela?”. Aqui, cada parceiro revela todas as suas aspirações para com o outro: começando com o básico, coisas essenciais e terminando com coisas pessoais e íntimas. Ao mesmo tempo, tentamos sentir os desejos de nosso parceiro, seus desejos e expectativas.

Assim, o momento de agir vem, nós nos tornamos um todo. E isso leva ao próximo exercício que vamos falar mais tarde que é desenvolver o mesmo tipo de atitude em relação a cada pessoa no mundo…

Da Conversa n º 34, “Uma Nova Vida”, 12/07/12

Comente