O Método Que Conduz À Luz

Dr. Michael LaitmanO primeiro homem que revelou, alcançou a sabedoria da Cabalá há 5773 anos, foi chamado de Adão. Nós estaremos comemorando seu aniversário em breve. Afinal, o novo ano bíblico é o aniversário de Adão como Cabalista, o dia em que ele revelou o mundo superior, a força superior. Ele escreveu um livro sobre isso: “O Anjo Secreto”. Nós contamos a partir desta primeira revelação do mundo superior.

Na verdade, a humanidade recebe 6000 anos para entender a si mesma e seu nível mais elevado (o estado de igualdade com a Luz). Desde os dias de Adão, o descobridor do mundo superior, se passaram 5773 anos. Assim, 227 anos permanecem até o final do processo.

Mas este processo pode ser realizado mais rapidamente. Por quê? Porque até agora nós evoluímos sob a influência da força motriz superior, quase sem usar o nosso conhecimento para subir até o nível da Luz superior, para revelá-lo, e para subir ao próximo nível, para a próxima dimensão.

Portanto, a atual crise global, que há muito tem sido descrita pelos Cabalistas, ocorre exatamente para nos dar um impulso em direção ao nosso desenvolvimento global comum. Agora nós podemos aplicar a sabedoria da Cabalá, que nos ensina como atrair a Luz superior. Todo o método reside nisso, e não há nada mais.

Nós estamos no desejo egoísta de sermos satisfeitos para nos revelarmos. Como resultado, nosso desejo de ser satisfeitos será preenchido com a Luz superior. A Cabalá é um guia que explica como cada estado pode atrair a Luz superior para si mesmo em sua intensidade máxima e se desenvolver.

Nós temos estudado este método por um tempo. Primeiro, houve um longo “período de latência”, quando aprendemos, criamos todos os tipos de material didático, livros e tudo mais. Agora, a crise global está começando a irromper, isto é, quando o nosso egoísmo global nos mostra o seu fim, a incapacidade de continuar a existir no paradigma anterior; ele vai ter que começar a mudar por causa de seu estado atual, ele irá se dirigir a morte, a condições terríveis. E já estamos vendo isso.

Na grande massa de pessoas, há uma necessidade de fazer algo com elas. Aqui, portanto, como os portadores do método de atrair a Luz, nós temos que pensar não só em nós mesmos, mas também em toda a humanidade. Para isso, nós recebemos tal “inspiração”, tal desejo de sermos atraídos a Ele, para descobrir o sentido da vida.

E o sentido da vida é subir para o nível da Luz, o nível da eternidade, o infinito, o nível de perfeição e harmonia. Nós precisamos atingir este nível na prática, em nós mesmos, e também ensiná-lo a todo o mundo.

Nós estamos interligados. É apenas em nossas sensações que o desejo criado pela Luz foi dividido em sete bilhões de partes. Cada um de nós é um pouco desse desejo, e hoje sua relação com o outro é de repulsa, egoísta. Atrair a Luz é possível na medida em que tentamos nos unir hoje.

Esta condição é chamada de lei de equivalência, a lei de equivalência do desejo em relação à Luz. Quanto ao desejo, ele vai fazer um esforço e lutar pela unidade, apesar de seu egoísmo. Por isso, ele vai subir para a Luz, assemelhando-se cada vez mais com Ela.

É impossível tornar-se semelhante à Luz apenas tentando se unir, porque esta unidade é falsa, superficial. No entanto, as tentativas, os esforços, que nós colocamos para nos unir, atrai o despertar da Luz superior sobre nós. Ela nos afeta, e Sua influência começa a corrigir o nosso desejo egoísta de “para seu próprio benefício” (de sua força egoísta) para “em benefício da doação” (a unidade com os outros).

Essa Luz vai realizar a conexão entre nós e a nossa unidade vai realmente nos levar à equivalência com a Luz, e vai criar uma rede de relações de doação, até relações de amor, isto é, a inclusão mútua entre si.

Quando eu sinto os desejos dos outros como meu, quero satisfazê-los através de mim, e vivo para fazer isso, então eu saio do meu egoísmo e existo satisfazendo outros. Esta existência é chamada de superior, acima do nosso egoísmo. Assim, nós encontramos a conexão entre nós neste enorme sistema.

Este sistema é revelado gradualmente. Tudo que aprendemos com vocês na Cabalá: Sefirot, Partzufim, mundos, e todos os tipos de relações entre eles são as relações entre nós e este sistema. Tudo acontece entre nós até o ponto em que o sistema de nossas relações se torna o mundo do Infinito, ou seja, um sistema de interconexão absoluta, analógico, integrado e interdependente. Então, de acordo com isso, a Luz superior ou o Criador é revelado nele, sem qualquer interferência, em sua forma absoluta.

Da Convenção na Carcóvia “Unir para Ascender” 17/08/12, Lição 1

 

Um Comentário

  1. Entendo que o nosso desejo de dar (de doação) deeve ser maior do que o de receber. A unidade com os outros ao ponto de sair de si mesmo para nos dedicarmos ao próximo, num impulso contínuo para a doação, além de nos libertar do egoismo pela força da Luz que atraimos, cria uma conexão mutua real entre nós que revela mais e mais o nosso Criador e sentido da existência.
    De LUz em Luz até a Perfeição!

Comente