Descubra Grandes Oportunidades De Receber Prazer

Dr. Michael LaitmanPergunta: As ações que se destinam a nos unir são ditadas pelo fato de que nós a apreciamos. Este tipo de prazer é maior do que o que recebemos de qualquer outra atividade. Será que isso significa que somos como robôs que têm apenas positivo ou negativo?

Resposta: Não importa. De forma alguma devemos recusar prazeres! A Cabalá proíbe isso. A pessoa que recusa deliberadamente prazer é chamada de “Nazir“, ou seja, alguém que se envolve em auto-restrição. Alguém que escolhe isso vai contra o plano da natureza, pois o objetivo da natureza é nos levar à alegria absoluta.

Transcendendo o âmbito do nosso egoísmo, desejando subir acima dele, contra ele, nós abrimos enormes oportunidades de receber prazer. O nosso egoísmo restringe a capacidade de receber prazer. Quanto você pode comer ou beber? Quanto tempo você pode dançar? Tudo tem suas limitações.

Subindo acima do campo egoísta para o campo externo, nós revelamos o mundo do Infinito. O que significa o mundo do Infinito? É um desejo que não é limitado por nada. É exatamente o que devemos descobrir.

Por que a ciência que estudamos chama-se Cabalá? Ela nos ensina como alcançar o máximo prazer, ilimitado e eterno, e como alcançar uma sensação de existência eterna dentro de todas as coordenadas e direções. Então, quando nós estudamos e ficamos com o grupo, de maneira nenhuma devemos buscar a auto-restrição. Não mesmo!

A pessoa só deve pensar em como se conectar com as outras. Ao mesmo tempo, se você quiser comer 10 jantares ou emocionar-se de outra maneira, por favor, faça-o. Ninguém proíbe de ceder aos prazeres. O que realmente importa é o lugar onde está sua cabeça. Essa é a coisa mais importante.

Existem ascetas que se limitam, como mulheres de dieta, às vezes até pior que isso. E daí? Eles não se “matam” agindo assim, mas sentem um orgulho ainda maior e auto-importância: “Veja, como eu sou bom!”.

Da Convenção na Carcóvia “Unir para Ascender” 16/08/12, Lição Preliminar

Comente