A Misteriosa “Subida Acima De Si Mesmo”

Dr. Michael LaitmanPergunta: Durante o curso de educação integral, quando começamos nosso trabalho prático, fica claro que as pessoas não entendem o que significa “subir acima de si mesmo” ou “unir-se”. Elas pedem para que lhes seja mostrado como isso é feito e onde elas podem ver um exemplo de tal comportamento? 

Resposta: É impossível ver isso. Talvez seja possível desenhar algo abstrato para que haja algo pelo qual se esforçar, mas nada mais. Através do treinamento, o grupo desenvolve uma sensação comum. De certa forma essa é uma saída de si mesmo. Esta saída de si mesmo pressupõe algumas fases. 

Uma é “entrar” no seu parceiro de conversa. Este é um treinamento psicológico básico que é utilizado para diversos fins. Eu começo a sentir, a estudar a outra pessoa, porque por algum motivo é algo que eu preciso fazer ou é de meu interesse. Ou simplesmente posso querer me elevar acima de mim mesmo e tratar a pessoa com bondade, como parentes tratam um ao outro. 

No entanto, mesmo quando tento entrar nos pensamentos e sentimentos de outra pessoa, seu coração e mente (seu sentimento e pensamentos) se tornam como meus. Digamos que eu sou capaz de obter a proximidade com ela e o seu ambiente interno, mas tudo o que estou fazendo na realidade é substituindo meu “animal”, meus próprios instintos e regras de conduta pelos da pessoa, mas eu realmente não me elevo acima do nosso nível animal geral.

Nós temos que imaginar algo totalmente diferente. A saída de si mesmo não deve ser para o interior de outra pessoa. Quando eu treino a sensação de outra pessoa, essas sensações não devem finalmente ser destinadas a sentir tudo o que está dentro da outra pessoa: seu subconsciente, pensamentos, instintos e reflexos. Eu não estou interessado no “mecanismo automático” que age dentro dela. Ao invés disso, estou interessado em cada aspiração dos amigos em subir acima deles mesmos. Eu tento me conectar a aspiração deles de subir e chegar ao próximo nível, que é o nível humano. Eu tento estar junto com eles e cada um deles tenta fazer o mesmo em relação aos outros. 

Através disso, nós criamos uma associação. Criamos pensamentos e desejos que estão separados de nossas qualidades animais e são destinados a subir acima do nível atual. Nós desejamos que a nossa comunicação consista de amor, compreensão e esteja acima de nosso mundo e da nossa vida, para que cada um de nós possa desaparecer nessa nova associação, neste novo quadro de um desejo único e uma única mente.

Nós precisamos imaginar e constantemente cultivar isso, de tal forma que a sensação de nossa associação pareça como o coração e a mente do grupo. Isso será da maior importância para nós e o nosso “eu” desaparecerá dentro disso. Meu desejo de ascender vai manter as pessoas ao meu redor e tudo o que pertence aos meus instintos, reflexos e hábitos irá desaparecer, como algo totalmente inútil e inexistente agora. Eu não os usaria até o ponto onde começaria gradualmente a me acostumar a viver nessa nova associação que criei acima do meu próprio eu.

Da “Discussão sobre Formação Integral” 29/02/12

Comente