Sorvete Para Todos

Dr. Michael LaitmanNós temos que parar de lidar diretamente com o nosso desejo, tentando preenchê-lo através dos diferentes sistemas que criamos. Isso simplesmente não funciona. Funcionou parcialmente por um tempo, ou seja, intencionalmente, a fim de nos deixar alcançar a quebra e o pleno reconhecimento de nossa maldade. Mas agora nós chegamos a um estado em que podemos concluir que não conseguimos mais avançar desta maneira. Nós temos que superar a antiga abordagem, acima das tentativas de preencher a nós mesmos e de gerenciar nossas vidas egoisticamente. Nós nunca teremos sucesso desta maneira e por isso temos que subir para o nível da doação.

Se não subirmos do atributo de recepção para o atributo de doação, não seremos capazes de chegar à sua plenitude. Nós devemos entender que não podemos continuar com a velha forma. A nova abordagem é a seguinte: somente a conexão de todos, não de algum à custa dos outros. Nós só podemos nos satisfazer se nos unirmos.

É como se a Natureza estivesse nos confrontando com uma condição, uma nova lei egoísta que diz: “Vocês podem ter uma vida maravilhosa, todos vão receber satisfação e ser felizes, mas só se vocês forem iguais”. É como uma mãe que diz para seus filhos, “Vocês querem sorvete? Vocês só irão buscá-lo se estiverem conectados e não lutarem. Se não, ninguém vai receber nada”.

É assim que a Natureza nos convida a avançar para a igualdade, para que dentro da igualdade, sejamos capazes de descobrir uma oportunidade ainda maior. O ponto principal não é o sorvete que vocês vão ter quando chegar à igualdade; vocês estão sendo atraídos ao sorvete de modo que alcançarão a igualdade e sentirão que ela é o valor mais alto. Quando vocês comem o sorvete, já o apreciam desde um estado de igualdade e conexão. De repente vocês descobrem que o sorvete que é comido junto quando vocês estão conectados é mil vezes mais saboroso do que o sorvete que vocês comem sozinhos.

Então, o que a Natureza quer? Ela quer que vocês sintam que receberam um vaso novo, um novo desejo que lhes permite descobrir um gosto que é mil vezes maior, NRNHY em vez de Nefesh. Vocês se tornam livre das limitações da vida e da morte e começam a existir num espaço infinito. Vocês alcançam uma nova perspectiva, uma sensação de liberdade ilimitada, livre das limitações que o ego impôs a vocês.

Vocês sentem como é maravilhoso se conectar com os outros. O sorvete era apenas uma desculpa, um gatilho que trouxe as mudanças, a descoberta do novo desejo integral. Este é o processo pelo qual o mundo inteiro tem que passar agora.

Nós estamos passando por este processo de forma consciente, pois entendemos para onde estamos indo. Portanto, nós temos que ajudar o resto do mundo, explicando-lhes que eles não devem mais tentar chegar à conexão da forma antiga. Eles falharam. Vamos tentar uma nova abordagem, uma abordagem muito simples: se nos unirmos, seremos bem sucedidos.

Para outros, será um simples objetivo egoísta: unir para atingir o sucesso. Mas como nós organizamos isso e estamos juntos, através de nós eles receberão outro preenchimento. Os desejos do mundo são “redondos” e os nossos desejos são “em linha reta”. Então, quando eles se conectarem a nós, eles também receberão essa forma reta, como um instrumento musical que preenche seu saco. Afinal, o “círculo” já contém a forma em linha reta que tem a Masach (tela) e trabalha com a Luz. Então, todo mundo vai começar a sentir que é esta forma integral, que dá o preenchimento especial, NRNHY, e graças à nossa conexão, o mundo vai avançar.

Da 3ª parte da Lição Diária de Cabalá 02/07/12, O Estudo das Dez Sefirot

Comente