Sentindo Dor Pelas Crianças

Dr. Michael LaitmanPergunta: Atualmente, há um monte de conflitos nas escolas. Visitar uma escola parece destacar as divergências: os professores não estão satisfeitos com as crianças, as crianças não estão satisfeitas com os professores e os pais não estão satisfeitos com qualquer um deles. Quando minha esposa volta da visita à escola, ela compartilha essa dor. Você diz que isso precisa ser corrigido. Como eu, como homem, posso corrigir isso? O que eu devo fazer?

Resposta: Nada. O que você pode fazer? 

Você deve alterar o sistema de formação: de formação e não de educação! A educação pode ser boa e professores de diversas disciplinas podem também ser bons, mas não há nenhuma formação! Não há tal assunto; não existem pessoas que saibam educar os filhos ou como trabalhar na formação. Não há nada disso. 

Pense apenas sobre o que vai acontecer na próxima geração. Ela ainda nem existe. Ninguém quer tal geração. É por isso que as pessoas não querem ter filhos hoje em dia, criar uma família. Para quê? Então, o que vemos hoje vai continuar a acontecer? Por que temos essas crianças infelizes? 

Se seus filhos são importantes para você, reúna-se na escola e decida o que mais você pode fazer com eles dentro dessa estrutura. No entanto, você simplesmente não se importa com eles, você apenas os deixa em alguma organização chamada “escola”, o “departamento de educação”, e pronto. Você os deixa trabalhar com as crianças. Isso não pode acontecer! 

Uma vez eu tive um problema com meu filho. Eu o enviei para estudar numa escola especial, e ele costumava vir para casa uma vez ou outra por poucas semanas. Após um ano e meio, eles me chamaram: “Ele está se comportando mal. Queremos expulsá-lo”. Eu fiquei indignado: “Como isso é possível? Onde ele esteve no último ano e meio? Ele estava com vocês, então quem o fez tão mau? Foram vocês, e agora vocês quer expulsá-lo? Vocês estragam as crianças, e as expulsam de acordo com o seu sistema; Isso é tudo. Como ele ficou assim sozinho, se ele estava em suas mãos todo este tempo? Então vão em frente e o corrijam agora!”. 

Portanto, nós temos que reconstruir a escola. Nós podemos ver que tipo de geração ela está produzindo, porque é assim que nós os estamos criando. 

Nós temos essa oportunidade! Veja como tudo está estruturado na natureza: nós podemos extrair qualquer coisa de uma criança humana, desde o maior vilão ao homem mais justo. Tudo está em nossas mãos. E o que nós criamos? Uma pessoa infeliz, que sofre toda a sua vida, que anda com a cabeça enterrada em seus ombros, escondendo-se de tudo, com medo de tudo, afogando suas tristezas em vodka e não tendo nada nesta vida, até que a deixa. Qual é o propósito de ter tal vida? Vamos finalmente dar uma boa olhada para o que temos feito. Fomos nós quem fizemos isso. 

Pergunta: Portanto, se alguns dos meus amigos me disser que estão tendo dificuldades na escola, basicamente é possível ir à escola e mostrar-lhes como funciona a metodologia integral? 

Resposta: Naturalmente que é possível. Você sempre será aceito. Nenhum diretor de escola irá dizer-lhe: “Não!”. Você é um psicólogo, você tem recomendações e é conhecido da televisão. Você quer dar uma aula de demonstração, uma aula especial, etc… Por favor, faça isso!  Eles vão concordar com prazer. Discretamente coloque uma pequena câmera lá a fim de não tornar os alunos inibidos e para que outras pessoas possam assistir à lição do prédio ao lado. Hoje tudo isso não é um problema. 

Pergunta: Você acredita que já chegou o momento de dar a metodologia integral para as pessoas? 

Resposta: Inclua os pais como fazemos na escola, ou envolva a direção, que sofre com o fato de que a violência e um nível muito baixo de desempenho estão prosperando em sua escola. Você tem dois caminhos, seja através da gestão da escola ou dos pais. Tente agir. Isso é o que você tem para começar! Você verá quão benéfico isto é. Você não terá obstáculos nem adversários neste campo, já que todo mundo sente a dor do que está acontecendo com as crianças.

Da “Discussão sobre Formação Integral” 28/05/12

Comente