Um Salto Para A Eternidade

Dr. Michael LaitmanPergunta: Em breve haverá uma convenção em Kharkov. Qual o principal pensamento que devemos nos concentrar?

Resposta: Esse pensamento deve ser sobre a realização de uma união muito séria, onde a Força superior será revelada, o que ajudará todo mundo a ver, sentir e entender como realmente avançar.

Infelizmente, hoje há uma enorme confusão, as pessoas ainda não entendem o que precisam fazer. Elas não vão entender até que vejam e sintam que estão num nível espiritual: o nível da doação. Elas terão problemas, reclamações, e assim por diante.

Pergunta: Você está falando sobre a humanidade, ou sobre nossos grupos?

Resposta: Em primeiro lugar, eu vou falar sobre os nossos grupos. Pessoalmente, eu preciso urgentemente elevar os meus alunos para já começar a trabalhar com eles em um nível diferente.

Eu espero que nossos workshops, a próxima convenção e um trabalho de preparação para a convenção e disseminação dos nossos materiais que fazemos ao longo deste período, as mesas redondas no Ocidente, nos EUA e em Israel, que tudo isso resulte em nossa capacidade de entrar no próximo nível através do nosso esforço mútuo. Eu estou sempre esperando por isso. E está chegando mais perto.

É como saltar sobre um abismo, quando você precisa se balançar intensamente, e só depois você vai ser capaz de dar um bom salto. Estamos agora nos balançando como um gato antes de um salto. Este é o estado que estamos agora.

Isso nunca aconteceu na história, porque desde a quebra dos Kelim (vasos) nós somos os primeiros a começar a corrigir.

Pergunta: Então, você tem tanto um sentimento inquieto quanto feliz que isto está prestes a acontecer?

Resposta: Eu simplesmente sei que isso deve acontecer, e estou preocupado de certa forma, porque sinto que o mundo está se revelando muito mais rápido e devemos prevenir o resultado disso.

Nós podemos fazer isso se nos reunirmos num único Kli, um desejo comum. Então, o mundo vai nos acompanhar. E todos, de repente, irão revelar que existe um método, um grupo, uma organização que é capaz de dar uma nova filosofia, um novo modelo para o mundo.
E se falharmos em alcançar isso e não tivermos a força, a humanidade também não vai sentir nada. Nós temos de parecer neste mundo como os portadores de uma força espiritual unificadora, superior. Então, o mundo irá “perceber pelo cheiro” que nós a temos, e todos seguirão.

É por isso que é muito importante agora preparar muitos professores, conferencistas e educadores, que devem completar seminários e cursos de preparação integral, de união, para que eles compreendam o que está acontecendo, embora eles ainda não tenham atingido a espiritualidade. Mas nós já temos que ter os materiais, um método, para que tudo ao redor se mova nessa direção.

Eu acho que nós vamos certamente progredir antes da convenção de outono: o mundo vai nos obrigar. Há uma necessidade objetiva aqui, e ela não é para nós, mas para que o mundo avance.

Quando nós realmente capturarmos este potencial espiritual, o mundo inteiro vai começar imediatamente a senti-lo e avançar, porque todos nós existimos em um único campo.

Assim como uma carga num campo eléctrico se move até sua fonte, seu potencial, da mesma forma o mundo inteiro, de repente, sentirá que temos a solução para o problema; vamos capturar especificamente esse potencial, essa união. Não é como algo que vai convencer a todos; as pessoas não precisam de palavras, elas vão simplesmente esperar: “Dê-nos o que vocês têm!”. Elas vão se voltar a nós com essa demanda.

De “Perguntas e Respostas” 25/05/12

Comente