Quem Devemos Culpar?

Dr. Michael LaitmanBaal HaSulam: “A Arvut (Garantia Mútua)”: Diz-se sobre os atos de um indivíduo de Israel que ele sentencia o mundo inteiro a uma escala de mérito.

Pergunta: O que significa a frase “o mundo inteiro a uma escala de mérito”?

Resposta: Isso significa que eu me preocupo com as pessoas e não culpo ninguém além de mim, e me responsabilizo em corrigi-las. Claro, a Luz superior é necessária para fazer isso, mas eu sou o único que eleva MAN e faz o trabalho que irá corrigir o mundo.

Se realmente olharmos o mundo com todos os seus horrores, o que aconteceu e o que está por vir, então temos que admitir que é assim que o desejo de receber corrompido se comporta, pois está em ocultação. Eu posso corrigi-lo, para iluminá-lo um pouco com a Luz que Reforma. É assim que deve ser a minha atitude para com tudo o que aconteceu no mundo, desde os tempos antigos até hoje.

É assim que os Cabalistas o veem. Portanto, é difícil para eles se identificarem com o público, com pessoas religiosas que amaldiçoam todos os vilões do mundo ao longo da história. Afinal, estes são “marionetes” que preencheram o desejo de receber geral da humanidade. O que pode ser feito quando a Luz é oposta ao vaso e não há Masach (tela) entre eles, embora já devesse haver uma, quando o sistema que os equilibra está faltando, quando o “adaptador” está faltando?

Quando a Luz e o vaso se aproximam, eles criam um “curto-circuito” entre eles, o qual provoca guerras e outras catástrofes. Isso ocorre porque a escuridão é revelada, o abismo que está entre os dois opostos. Quando um Cabalista olha para isso, ele entende a razão para tudo o que acontece. Ele tenta fazer o que pode, mas também vê que não há nenhuma razão para culpar os vilões de suas ações.

Não devemos orar pela morte dos pecadores, mas que eles se reformarão.

Da 4ª parte da Lição Diária de Cabalá 06/06/12, “A Arvut (Garantia Mútua)”

Comente