Eu Quero Que Todo Mundo Se Sinta Bem!

Dr. Michael LaitmanPergunta: Para onde exatamente vai a nossa conexão?

Resposta: A nossa conexão é baseada no fato de que somos todos parte de uma sociedade e queremos torná-la uma sociedade melhor, mais justa, amável e compassiva, que ouve atentamente a cada indivíduo.

Eu quero que todo mundo se sinta bem! Ninguém deve ser despojado de seus bens e não devemos tirar dinheiro dos ricos. Ninguém pode negligenciar nenhuma das camadas mais vulneráveis ​​da sociedade: os pobres, idosos ou mulheres. Não se deve lucrar à custa do outro.

Isso só é possível se primeiro estabelecermos uma sociedade justa baseada na igualdade. A partir dessa perspectiva, vamos tratar a todos como uma família, onde há crianças, idosos e pais com muitas responsabilidades, obrigações e problemas. No entanto, se todos nos sentamos em volta da mesa, entendemos o que a criança precisa, que remédio o avô precisa, e quais devem ser as despesas da casa. Agora nós olhamos para o que resta e dividimos o restante entre nós e vivemos nisso.

Se pudéssemos agir e resolver todos os problemas da sociedade numa atitude amorosa para com todos, ninguém reclamaria porque agimos da forma como agimos. Todo mundo veria que tudo é feito de forma justa, uma vez que o bebê tem certas necessidades e o idoso tem outras necessidades. Isso significa que primeiro temos que atingir a conexão como numa boa família.

Então, mesmo que não tenhamos grandes recursos, eles serão suficientes e ninguém vai sofrer e se sentir privado, que é a principal queixa expressa geralmente pelas pessoas, à medida que sentem que não têm o que os outros têm e o pior, é à minha custa.

Do Workshop em Toronto 20/06/12

Comente