Protegido Pela Escudo Seguro Da Mãe

Dr. Michael LaitmanPergunta: O que é a disseminação dos atributos de Bina para baixo, que ajuda o inferior?

Resposta: Bina se espalha para baixo e muda nossos atributos, permitindo-nos sentir a Luz de Hassadim, doação. A influência de Bina fornece proteção à pessoa, um escudo, como uma mãe que protege seu filho. Quando um bebê está nos braços de sua mãe, ninguém pode prejudicá-lo, graças à sua Luz de Hassadim que afugenta as forças de impureza, as cascas (Klipot).

As forças egoístas recuam diante da Luz de Hassadim (Misericórdia), pois elas estão com medo da mãe. Afinal, ela brilha com a Luz de doação que é totalmente oposta à elas, e elas não podem entendê-la e estar ao seu lado.

Tente parar uma pessoa na rua e dizer que ela deve amar os outros. Você consegue imaginar a resposta negativa que encontraria, porque esta é a coisa mais odiosa e repugnante para uma pessoa? Assim, Bina nos protege.

Você consegue ver como o mundo espiritual se protege de nós, os egoístas? Se você realmente quiser a espiritualidade, por favor, venha e doe! Mas se você quiser receber a espiritualidade, essas duas coisas não andam juntas. A espiritualidade é a doação.

Então, até que estejamos prontos, ela se protege de nós com um escudo. Nós não podemos nem chegar perto do mundo espiritual, porque ele nos repele como os dois polos de um ímã.

Por que eu deveria me aproximar de algo assim, se não há nenhum benefício nisso, apenas perdas? Como posso me aproximar de algo que significa a morte para o meu ego?

Portanto, ao se espalhar no Partzuf inferior, a mãe (Ima) cobre todos os seus vasos, garantindo assim que eles permanecerão em santidade. A intenção “a fim de receber” não pode ser evocada em tal lugar quando a mãe nos protege desta maneira.

Então, a beleza da mãe é revelada, Hochma, e ela se torna atraente, como uma mulher, uma noiva, uma irmã. No entanto, isto ocorre quando Hochma é revelada dentro de Bina. Bina, em si, não é atraente, mas apenas fornece proteção.

Da 3ª parte da Lição Diária de Cabalá, 23/04/12, O Estudo das Dez Sefirot

Comente