Equilibrando-se No Caminho Do Amor

Dr. Michael LaitmanNossa tarefa é criar um sistema integral entre todos nós. Isto significa que temos que ficar dentro de uma “embalagem” adequada, isto é, num ambiente que nos treine. É assim que um verdadeiro homem deve ser educado. Nós estamos falando de um homem que alcançou o nível humano do desenvolvimento. Este tipo de pessoa evoluiu de um “homem das cavernas selvagem”. No entanto, neste momento, nós ainda nos relacionamos como pessoas “primitivas”.

Através dos bons relacionamentos, da compaixão, reciprocidade e doação mútua vamos implantar os seguintes tipos de comportamento:

1. Preocupar-se com as relações num nível humano, em nosso plano material, e
2. Ter interações benevolentes com a Natureza e a sua lei comum de doação mútua e amor.

Nós atravessamos o processo que foi construído pela Natureza e que se origina da força comum. Portanto, nós obtemos apoio e aprovação dos seguintes fatores:

1. Boas relações dentro da sociedade humana, e
2. Equilíbrio com a natureza.

Ambas as direções são eficazes.

Neste ponto, os erros e desequilíbrios são bem possíveis. A principal coisa é manter a estabilidade entre nós e a natureza. Por exemplo, militantes de partidos verdes só se preocupam com a flora e a fauna, e como vemos, não conseguem preservar a natureza. É impossível manter a natureza em bom estado sem antes estabelecer relações adequadas no nível humano; estes dois processos são simbióticos.

Quando as pessoas avançam e melhoram, elas influenciam positivamente tudo à sua volta. Elas começam a defender a natureza inanimada, vegetal e animal, e limitam o consumo usando apenas os recursos que permitem que a humanidade se alimente sem exceder o limite. Em troca, a Natureza vai recuperar seu equilíbrio. No final, nós iremos testemunhar que tudo o que arruinamos anteriormente, destruindo os elementos da Natureza, irá gradualmente se revitalizar e harmonizar.

Em resumo, se tivéssemos que escolher entre duas direções, a humanidade e a natureza, e decidir por onde começar, nós teríamos que considerar o fator humano antes de qualquer outra coisa. Para começar, nós temos que fornecer o tipo certo de educação e formação; só então podemos fazer a transição do amar ao próximo ao à Natureza. Este é o vetor correto do nosso desenvolvimento.

No entanto, a fase das “relações humanas” requer uma profunda compreensão de que no final teremos que atingir um equilíbrio com a lei universal da Natureza, isto é, com o processo geral da evolução como um todo. Depois de definirmos as nossas preferências entre os dois fatores e escolher um deles, devemos ainda ter em mente que é essencial considerá-los em nossos cálculos.

É assim que nós construímos um esquema para o processo: em primeiro lugar, alcançamos o amor pelos seres humanos, e depois, vamos até o amor universal, que é inerente à Natureza. Este é o caminho para completar a nossa correção pessoal.

De KabTV “Uma Nova Vida” Episódio 11, 09/01/12

Comente