Completando O Quebra-Cabeça: Qual É A Mensagem Original?

Dr. Michael LaitmanBaal HaSulam, “Prefácio ao Livro do Zohar,” Item 33: Esta é a questão diante de nós: Todas essas imagens e mudanças começam e terminam apenas com a impressão das almas. No entanto, pela vontade de Deus, elas aparecem como se estivessem em si próprio. Ele faz isso para melhorar e expandir o alcance das almas ao máximo, de acordo com o Pensamento da Criação, para deleitar as Suas criaturas. ”

A diferença entre eu e a imagem desejada, que eu imagino, deve ser preenchida com o conhecimento. Devemos fazer esforços para compreender e esclarecer e, assim, expandir os nossos vasos.

No final, nós atingimos uma realidade que é 620 vezes maior do que a realidade inicial, e esta adição vem da cabeça (Rosh) do Partzuf. O desejo que foi criado pelo Criador permanece o mesmo, mas recebe um entendimento e reconhecimento adicional, e através disso cresce qualitativamente. Assim, eu não alcanço o que recebi do Criador, mas o próprio Criador.

Pergunta: Se eu preencher esta lacuna com conhecimento, qual é o papel do sentimento?

Resposta: O Criador quer apenas uma coisa de nós, que construamos uma mente acima do sentimento para que possamos entender, atingir e revelá-Lo. Com isso, nossos vasos de sentimento se expandem também, porque a mente opera em sentimento; se eu sei de quem eu recebo prazer, então isso é 620 vezes maior.

Antes, foi-me oferecido um doce, mas eu não queria prová-lo. De repente, eu descubro que foi alguém que eu respeito quem me deu e assim o doce imediatamente tem um gosto diferente.

Tudo depende da nossa avaliação. Suponha que lhe foi servido um vinho de alta qualidade, de reservas especiais, e lhe contaram a história dele, etc. É claro que você vai servi-lo e desfrutar cada gole. Mas e se de repente se constata um erro, que o vinho era realmente de um barril que estava destinado a um supermercado comum?

Nossos gostos e preferências dependem dos nossos valores; tudo depende da nossa avaliação. Se eu valorizo algo, eu sinto o seu sabor. Em seguida, de acordo com este gosto, avalio outras coisas. No entanto, sem qualquer avaliação inicial, eu sou como um computador sem software, apenas um pedaço de metal. Claro que existem discernimentos genéticos de gostos, mas a satisfação do meu desejo é o que determina o conjunto de valores.

Portanto, a adição de 620 vezes me dá uma avaliação mental, o reconhecimento de quem me traz o prazer.

Pergunta: Como devo estabelecer a avaliação correta se vejo diante de mim uma imagem que é totalmente oposta à ordem correta de prioridades?

Resposta: Esta imagem foi dada a você de propósito para que você a corrija. Eu tenho que ver a importância daquele que me enviou esta forma corrupta que me permite ser corrigido. Sem o quebra-cabeça quebrado eu não juntaria as partes separadas e não adquiriria a mente do artista através deste processo.

Eu me esforço a fim de juntar as peças e, no final, através da conclusão do quadro original, descubro sua mensagem: ” Eu te amo”. Além disso, agora eu sei quem está dizendo isso para mim e o que Suas palavras significam.

Da 3a parte da Lição Diária de Cabalá 29/05/12, Baal HaSulam “600,000 Almas”

Comente