Andando Com A Natureza

Dr. Michael LaitmanÉ impossível resolver os problemas da sociedade moderna sem a educação, a qual ensinará a pessoa a viver num mundo integral, ajudará a reconstruir as conexões que perdemos com nossos filhos, nosso cônjuge, o chefe no trabalho, as autoridades, o mundo e toda a natureza, incluindo os animais de estimação em casa. A pessoa deve aprender a estabelecer laços externos, o que significa que deve aprender a sair de si mesma e começar a se conectar com alguém de fora, mesmo com o seu gato de estimação.

Nosso futuro depende de como aprendemos a estabelecer as conexões certas entre nós, de modo que todos, ao manter sua singularidade, aprendam a expressar-se na sociedade. Primeiro temos que parar de culpar a vida e reclamar do que está acontecendo. Todos os fenômenos negativos na sociedade e na família, que assistimos nos dias de hoje, são resultado do nosso desenvolvimento. Nós devemos parar, fazer um corte na situação atual e estudá-la cuidadosamente, levando em conta todas as estatísticas.

Depois, devemos estudar a história que nos trouxe a esta situação. A partir deste momento, aprendendo sobre os acontecimentos que levaram a este ponto e examinando as estatísticas sobre o estado atual, vamos continuar a estudar a tendência futura. Nós temos que entender que esse desenvolvimento vai ocorrer de uma forma ou de outra, quer gostemos ou não. Se resistirmos, a natureza vai nos forçar a seguir esta trilha. Mas, se aspiramos a este desenvolvimento por nós mesmos, vamos avançar de forma rápida, fácil e agradável.

A tendência natural do desenvolvimento é a conexão geral, a integralidade mundial. Portanto, nós temos que aprender a nos adaptar por nós mesmos a todos os eventos futuros que nos levam a tal conexão integral, a fim de passar por eles de forma fácil e com sabedoria. Da mesma forma que preparamos as crianças para a vida, temos que nos preparar agora para a nova vida futura. Isso envolve todos os aspectos da nossa vida, as relações na família, com nosso cônjuge, com as crianças, e com o mundo inteiro. Desejo-lhes toda a sorte!

Da “Discussão sobre uma Nova Vida ” # 19, 2/02/12

Comente