Transmitindo Os Materiais De Nossos Professores Às Massas

Dr. Michael LaitmanEm geral, nós não usamos materiais adaptados. A única exceção é o texto do Zohar L’Am (O Zohar para Todos), que nós não preparamos para nós, mas sim para as pessoas. Nós vemos que ele ajuda a criar um contato mais próximo com a fonte. Então, como parte da ajuda que temos a oferecer à humanidade que está afundando na crise, devemos nos voltar para as massas.

O próprio Baal HaSulam foi para a Polônia a fim de se familiarizar com movimentos de revolta dos trabalhadores. Em geral, ele fez grandes esforços para criar um diálogo com o mundo: ele publicou um jornal, escreveu Os Escritos da Última Geração, tentou se aproximar das pessoas, falou com Ben Gurion sobre as mudanças necessárias na sociedade, na educação, e assim por diante. Portanto, nós, que estamos seguindo os passos do Baal HaSulam, devemos promover e aproximar as massas do método que o Baal HaSulam e o Rabash nos deixaram.

Claro, não podemos escrever sozinhos os materiais corretos. Afinal, não estamos num nível que nos permita preenchê-los com a Luz que Reforma. Não temos qualquer conexão com as Luzes superiores como os nossos professores. Mas, a fim de servir de elo, o tubo que passa a Luz para as pessoas, nós devemos tentar ser “Israel”, o que significa que com a ajuda de nossos professores, ansiar tanto quanto possível ir direto ao Criador (Yashar – El) e também ser “um reino de sacerdotes e uma nação santa” no que diz respeito ao mundo.

Portanto, nós devemos tentar adaptar um pouco o material escrito por nossos sagrados professores para o público – adaptá-los externamente, alterando o conteúdo interno o mínimo possível, na medida em que o entendemos. Isso será, certamente, uma corrupção, mas com isso nós começamos a corrigir alguma coisa. No final, o mundo poderá começar ler os escritos do Baal HaSulam e Rabash em sua forma original.

Portanto, nós adaptamos os artigos que se referem à pessoa e falam sobre seu trabalho interno, sobre sua conexão com o grupo e sobre aproximar-se da natureza, do Criador. Afinal, a Gematria (valor numérico) da palavra “Deus” (Elokim) é a mesma de “natureza” (HaTeva). Nós esperamos que isso ajude as pessoas a se aproximar do método de correção.

Vamos torcer para que o público utilize estes textos. Eles não afastam o leitor, porque foram adaptados de modo que não exista nada que possa parecer religioso, relacionado a alguma seita ou nacionalidade. Trata-se do equilíbrio entre o homem e a natureza em nossos dias, que é uma condição essencial para salvar a humanidade da crise e do colapso total.

Da 4ª parte da Lição Diária de Cabalá 11/03/12

Comente