Deixe A Convenção Nos Encher Com O Espírito Da Vida

Dr. Michael LaitmanPergunta: Que sucesso você pode antecipar da convenção?

Resposta: Eu espero que sintamos a primeira forma do homem, vestindo-nos, isto é, o Criador revelado em nossa união. Mas que seja uma revelação clara, não algo vago, quando todos sentem apenas o começo de um novo estado como sentiram na convenção no deserto e até mesmo antes dela.

Isto deve ser realizado de forma prática, de modo que sintamos o movimento interior, o espírito habitando em nós, e as ações de mudança da Luz.

Se a Luz não se move, nos não a sentimos, e não temos o sopro da vida. Deve haver Ruach (espírito, vento) ou mudanças, mas não o grau de Nefesh, que permanece imóvel. O que nós sentimos antes foi o primeiro grau inanimado. Agora, nós precisamos de Ruach, as pequenas mudanças internas que nos dão um sentimento de vida.

Afinal, nós, criaturas, sentimos apenas mudanças de um estado para outro, e através deste contraste verificamos e entendemos cada propriedade. A percepção funciona na base do contraste, é necessário movimento de modo que uma seja diferente da outra. Por isso, esperemos sentir o sopro da vida. A criatura nasce a partir dele, mas não de Nefesh.

Nefesh é como uma gota de sêmen, que veio do pai. Mas quando ela começa a crescer, adquire a sua própria existência. Se houver um novo movimento nela, além dessa gota inicial de sêmen, já é uma vida nova, um novo corpo.

Ela pertence ao feto, não ao pai. Estas são as mudanças concretas que esperamos que aconteçam em nós – somente elas são sentidas como a vida.

Da 4ª parte da Lição Diária de Cabalá 21/03/12, “Introdução ao TES

Comente