Um Jogo De Um Estado Superior: Todos Jogam Desafinados No Começo

Baal HaSulam,”MatanTorá (A Entrega da Torá)”: Existem dois tipos de relações: com o Criador e com o homem. E ambas estão destinadas a levar ao objetivo: a adesão. Uma pessoa que atue de forma altruísta não sente nenhuma diferença na ação entre o amor ao próximo e amor para o Criador já que tudo fora do seu corpo parece ser irreal em sua percepção.

Então, eu existo em uma realidade imaginária cercada por outras pessoas no planeta Terra, no Universo. Por que eu imagino que a realidade seja dessa maneira específica? Por que eu sou feito para percebê-la nesta forma específica? Isso ocorre porque a falsidade dessa “imagem” absolutamente corresponde à maneira que eu deformo a realidade factual. Quanto maior a mentira, mais estou longe da verdade.

E então, estando no estado atual, eu adquiro um desejo de revelar a essência da vida, para compreender a razão de viver e o sentido da minha existência. Eu quero subir acima da falsidade e ver a verdade por trás dela. Se assim for, um dia, minha realidade terá de mudar.

Como é que vamos conseguir isso? Queremos imaginar o verdadeiro estado com o desejo que despertou em nós. Não se pode administrar sem o conselho dos cabalistas. Nós não somos capazes de fazer nada por conta própria sem a ajuda deles na avaliação da nossa direção. Afinal, estamos mergulhados na escuridão e confusão, e não temos sequer um pouco de verdade, mas uma faísca de desejo recém-nascido. No entanto, este impulso novo representa apenas um ponto, e não um vetor que poderia ter nos mostrado o caminho. Por esta razão, devemos nos voltar para os meios correspondentes, a fim de encabeçar-nos na direção certa.

Se eu imagino o mundo inteiro como se fosse eu mesmo, como um todo unificado, é uma imagem apropriada. No entanto, eu não sou capaz de formar esta atitude dentro de mim por minha conta. Eu não sou capaz de imaginar que as outras pessoas, forças e fenômenos da natureza inanimada, vegetativa, e animada são partes do meu desejo, porque na minha percepção, eles são descritos como algo isolado, separado, e às vezes distantes, em frente, e odiosa para mim.

Por esta razão, o método que conduz à verdade é o grupo onde eu preciso trabalhar. Mesmo que eu veja meus amigos como absolutamente diferentes e opostos, juntos, nós nos esforçamos para um estado, corrigido de verdade. Juntos, devemos trabalhar para fazer a correção e verdade em um.

 

Este é o lugar onde a necessidade vem de uma atitude correta para com o Estado, último e verdadeiro chamado de “Criador” ou do grupo. Eu vou alcançar a verdade apenas na condição de que, ao invés de interagir com o Criador, até agora imaginário, eu interajo com um grupo real, e juntos, nós nos imaginamos estar no mais alto grau.

Podemos lidar com este trabalho. Nós avançamos em direção a um estado comum e verdadeiro através do estreitar do relacionamento com os desejos dos nossos amigos, onde podemos nos unir. Então nossas ações externas tornam-se mais proximas e nos levará a uma proximidade interior de um único desejo.

Nosso mundo é uma projeção de forças espirituais. Nós as percebemos como imagens físicas e criamos condições para a unificação dos nossos desejos, que se fundem em um, unindo esforços comuns em nosso caminho comum em um único sistema. Nós podemos, realmente, começar com nada, com ações corporais, físicas, mesmo as falsas, mas produtivas. Pode-se administrar inicialmente sem a intenção em um grau baixo. O primeiro acordo pode ser desafinado, mas ainda conta. É por isso que ninguém pode dizer que não foram dadas as rédeas para a correção.

Desta forma, o relacionamento entre as pessoas é mais importante do que a relação com o Criador. Por um lado, eu tenho um pequeno grupo que pretende revelar a mensagem, o método de correção. Por outro lado, tenho a vasta humanidade, subconscientemente à espera de unidade.

No final das contas, a humanidade receberá este método de nós de uma forma preparada com os parâmetros de relacionamento estritamente descritos. No entanto, antes da crise e desamparo manifestarem a real necessidade de unidade entre as pessoas, não há razão para revelar o método. É por isso que a Cabala é oculta.

[60247]

Da 4 ª parte da Lição Diária de Cabalá de 09/11/2011, “MatanTorá (A Entrega da Torá)”

Material Relacionado:

Suavizando A Ilusão Da Quebra

 

Comente